Coluna Italo

(44) 99941-8859
Anúncio - banner mobile
Anúncio - Ecogarden mobile
Anúncio - banner mobile
Anúncio - PIZZA
Anúncio - Móbile
Anúncio - Banner Mobile
Anúncio - Bairro Saudavel novo
Anúncio - Móbile rodapé novo
Anúncio - Móbile
Discoteca Retrô
Vamos cantar e dançar na chuva com Gene Kelly!
Publicado em 10/06/2018 às 09:24

O Portal Coluna ITALO selecionou uma canção especial nesta edição da Discotheca Retrô: “Cantando na Chuva”, trilha de um dos filmes mais memoráveis da história do cinema. E não só pela bela história contada e pela brilhantíssima interpretação de seu ator principal (Gene Kelly), mas justamente por causa da música que dá titulo à produção: “Cantando na Chuva”.

Tanto a produção cinematográfica quanto a canção viraram clássicos. O que é raro: a trilha imortalizar o filme, e vice-versa... E saiu das telas para brilhar nos palcos de espetáculos de dança e musicais, sendo tocada até hoje nos teatros do mundo inteiro.

“Singin' in the Rain” – ‘Cantando na Chuva’, em português -, entoada por Gene Kelly debaixo de chuva é um dos registros cinematográficos de ouro de Hollywood!

Ela é uma canção com letra de Arthur Freed e música de Nacio Herb Brown, publicada em 1929. Não está muito clara a data exata em que foi composta. Alguns alegam que existe desde 1927...

Prova de sua eternização no mundo das artes é que a música ocupa a terceira colocação na Lista "100 Anos... 100 Canções", divulgada pelo American Film Institute.

“Cantando na Chuva” tornou-se um sucesso e foi regravada por um grande número de intérpretes e em vários idiomas, destacando Cliff Edwards, que também a cantou no antigo filme musical “The Hollywood Revue of 1929”. Também foi cantada no cinema por Jimmy Durante, no filme "Speak Easily"; e por Judy Garland, em "Little Nellie Kelly".

A canção foi subsequentemente usada por Stanley Kubrick no famoso filme “A Clockwork Orange” (‘Laranja Mecânica’ no Brasil).

CONFIRA O VÍDEO:

Vale ver e rever mil vezes a cena icônica de Gene Kelly se segurando no poste durante uma chuva torrencial. Talvez esse momento tenha ficado tão marcado por ser o exemplo máximo da felicidade genuína. Um homem que canta em plenos pulmões, completamente encharcado de água fria, enquanto dança como uma criança brincalhona. Além disso, é um show de dança: ele rodopiando na calçada e nos paralelepípedos escorregadios de uma rua completamente inundada é realmente uma tarefa que só gênios conseguem realizar! (ITALO FÁBIO CASCIOLA)

WWW.COLUNAITALO.COM.BR

Anúncio - Banner Interno Anúncio - Clarineis interno Anúncio - Dentista Anúncio - Interno novo
Comentários
Veja também