Coluna Italo

(44) 99941-8859
Anúncio - banner topo 2021
Anúncio - JARDIM VERSAILLES FRANÇOLIN
Anúncio - Casa Gomes banner lateral
Anúncio - banner rodape
Anúncio - banner mobile rodape
Anúncio - arte nova mobile
NUTRIÇÃO
Proteína do bem e Proteína do mal
Conheça o estudo que afirma “Proteínas não são todas iguais”
Publicado em 03/05/2018 às 17:20 Ítalo
Proteína do bem e Proteína do mal

“Proteínas não são todas iguais”, afirma o estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Loma Linda e do AgroParisTech, e publicada pelo jornal científico International Journal of Epidemiology. A pesquisa comprovou que proteínas de origem animal e proteínas de origem vegetal tem impactos diferentes sobre o organismo.

Partindo da conhecida afirmação científica e nutricional de que existem gorduras que colaboram e outras que prejudicam o organismo, os cientistas decidiram estudar a fundo as diferenças entre as proteínas provenientes das carnes e as proteínas presentes nos vegetais.

O resultado foi a descoberta da “proteína do bem e da proteína do mal”. De acordo com a pesquisa, da mesma forma que acontece com as gorduras e o colesterol provenientes das carnes, a proteína animal traz prejuízo ao organismo humano, sendo a causadora de diversas enfermidades.

Mais do que isso, o estudo comprovou que o uso regular de proteína vegetal, proveniente de nozes e sementes, reduzem o risco de doenças cardiovasculares. A redução nos riscos chegou a 40%.

O estudo avaliou mais de 81mil indivíduos para chegar a essas conclusões. Esse é o estudo mais completo, já realizado no mundo, sobre a ingestão de proteínas.

Outras questões ainda foram levantadas como a atuação dos diferentes tipos de proteína vegetal e sua influência sobre o organismo, assim como sobre os aminoácidos específicos da carne e sua contribuição para as doenças cardiovasculares. Essas questões abrem espaço para novas pesquisas que serão realizadas posteriormente.

Por Anita Leite

www.colunaitalo.com.br

Comentários
Veja também