Coluna Italo

(44) 99941-8859
Anúncio - Casa Gomes banner lateral
Anúncio - BANNER NOVO MOBILE SETEMBRO
Anúncio - JARDIM VERSAILLES FRANÇOLIN
Anúncio - banner topo 2021
Anúncio - Sustentabilidade móbile
Anúncio - banner mobile rodape
Anúncio - arte nova mobile
Anúncio - 2 dose completa mobile
Anúncio - banner rodape
CUIDANDO DO DINHEIRO!
População brasileira economizou dinheiro com a pandemia!
A maioria aprendeu a gastar, fugindo do consumismo
Publicado em 05/01/2021 às 10:11 Italo
População brasileira economizou dinheiro com a pandemia!

Cerca de um terço da população brasileira economizou dinheiro durante a pandemia do novo coronavírus quando comparado ao período anterior, de acordo com o estudo Retratos da Sociedade Brasileira – Popupança e Consumo, realizado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). Os brasileiros que conseguiram poupar o fizeram por causa das incertezas trazidas pela crise sanitária sobre o futuro da renda e do emprego. O levantamento também analisou o consumo de alguns bens e serviços. O único que apresentou aumento durante a pandemia foi o grupo de assinaturas online de música, jogos, séries e filmes. As refeições em restaurantes, por exemplo, caíram 54%, enquanto a compra de ingressos para shows, cinema e eventos esportivos recuou em 50%. A mudança de comportamento na pandemia vai se refletir em 2021. Segundo a pesquisa do CNI, 59% dos brasileiros pretendem poupar dinheiro agora em 2021. Quando questionados sobre os motivos, a maioria reflete a mudança de hábitos impulsionada pela pandemia: conseguiu economizar e quer continuar economizando (25%); pretende mudar certos hábitos depois da crise (24%); a renda diminuiu (21%) ou reduziu o consumo e não sentiu falta (14%). Neste novo ano que está apenas começando, 35% dos entrevistados também pretendem reduzir compras de bens e também o consumo de serviços em relação ao período anterior à pandemia. Ainda segundo o levantamento, 94% da população acredita que a pandemia teve um impacto muito grande ou grande na economia do Brasil e a maioria (67%) acredita que vai precisar de mais de um ano para a retomada. A pesquisa está fundamentada em pesquisa que registrou 2 mil entrevistas realizadas pelo Ibope Inteligência em 127 municípios brasileiros entre os dias 17 e 20 de setembro.

FONTE: Confederação Nacional da Indústria (CNI)

WWW.COLUNAITALO.COM.BR

Comentários
Veja também