Coluna Italo

(44) 99941-8859
Anúncio - JARDIM COLORADO 2
Anúncio - BANNER TOPO
Anúncio - BILINGUE SET A DEZEMBRO 2022
Anúncio - MOBILE RODAPE
Anúncio - Emporio mobile
Anúncio - banner rodape
Anúncio - CAMPANHA IPTU 2024 MOBILE
Anúncio - banner mobile rodape
EDIÇÃO ESPECIAL NATAL
Em 1967, Umuarama teve seu primeiro Natal iluminado por luz elétrica!
Antes, a população festejava o 25 de dezembro com velas e lampiões a querosene...
Publicado em 19/12/2023 às 13:38 Ítalo
Em 1967, Umuarama teve seu primeiro Natal iluminado por luz elétrica!

Desde o início da década de 1950 até fins dos anos 60, na fase da abertura e início da colonização deste território, os precursores viveram num lugar se infra-estrutura básica alguma: não havia luz elétrica, água encanada, rede de esgotos, muito menos asfalto e outras benfeitorias para viver com um mínimo de conforto.

Estavam astronomicamente distantes da civilização que existia nas cidades mais antigas e mais desenvolvidas da época... Essa situação prolongou-se por quase vinte anos, mesmo quando deixou de ser distrito de Cruzeiro do Oeste e conquistou sua independência sendo elevada à posição de município.

Umuarama era habitada por mais de 113 mil pessoas, 33 mil das quais radicadas na cidade. Diante desses números, não podia ser considerada apenas como “uma vila”! Já figurava entre os maiores produtores de café do Paraná, quando o Estado liderava absoluto o ranking brasileiro da cafeicultura (chegou a produzir 60% do total nacional!). A extração da madeira era outra rica fonte econômica – tanto é que destruíram todas as florestas que aqui antes existiam...

Mesmo assim, Umuarama não recebia a atenção dos governantes e o plano piloto que previa toda infra-estrutura urbana ainda não havia nem saído do papel... E nem se falava nisso, pois ninguém defendia essa causa por ignorância administrativa e desinteresse político. E a população sofria calada, procurando disfarçar os sofrimentos trabalhando, trabalhando duro na roça...

SEM ENERGIA ELÉTRICA, A CIDADE NÃO ERA NADA!!!

Entre o amontoado de problemas que atormentavam a população estava a falta de energia elétrica, que em outras cidades do interior paranaense já existia!!! A geração da era moderna de hoje nem imagina o que é viver assim, esquecidos na escuridão...

Mas, depois de desenhar esse cenário melancólico, vou direto ao ponto para abreviar esta crônica: a notícia de que a Capital da Amizade deixaria de ser um lugar esquecido e abandonado aconteceu na campanha eleitoral de 1966, quando o candidato a governador Paulo Pimentel passou por aqui e num discurso na pracinha central prometeu que acabaria com essa injustiça e que, caso eleito, sua primeira decisão seria presentear a população de Umuarama com a luz elétrica!

Eleito foi com uma votação recorde. Assumiu o Palácio Iguaçu! Numa de suas primeiras decisões em seu gabinete foi assinar decreto para instalar uma geradora de energia elétrica em Umuarama. Cumpriu a promessa!

E FEZ-SE A LUZ E A CIDADE SAIU DA ESCURIDÃO...

Em 27 de abril de 1967 Paulo Pimentel voltou a Umuarama e foi recebido com a maior manifestação de entusiasmo popular já vista na cidade naqueles antigos tempos!

Em clima de ruidosa festa, com queima de fogos de artifício que parecia não acabar mais, aconteceu uma passeata gigante... Parecia que toda a nossa gente estava naquela velha e empoeirada Avenida Paraná. Com uma banda da PM que veio especialmente para abrilhantar o evento, Pimentel inaugurou a Usina Termoelétrica da Copel, com 3 mil KW, lançando o Programa Estadual de Eletrificação. Um dia memorável, que passou para a História do Paraná!

Essa usina tinha motores gigantes, pintados de verde e branco, com a inconfundível marca do jovem governador: um retângulo com um círculo verde ao meio e o slogan “PARANÁ, AQUI SE TRABALHA”. Esses motores movidos a diesel chegaram para antecipar em alguns anos o progresso regional, pois, além de iluminar Umuarama depois as redes elétricas foram estendidas para os municípios vizinhos. Vale acrescentar que junto com os motores chegaram tanques gigantes, com capacidade para mais de 30 mil litros de diesel cada um, que faziam os motores geradores de luz elétrica funcionar... Eles eram brancos e reluziam com a forte luz solar, com brilhos que subiam aos céus e eram vistos de looonge...

Durante horas no dia da inauguração, o povo permaneceu no local admirando aquelas super máquinas modernas que nunca haviam visto na vida. Os mais contentes formavam rodas e ficam pulando de alegria, repetindo em alto e bom som o nome de Paulo Pimentel, mesmo depois de ele ter ido embora voltando a Curitiba. A festança foi até o anoitecer...

Durante os meses seguintes, a Copel trabalhou em ritmo acelerando instalando as redes de fios elétricos na Avenida Paraná e nas ruas paralelas. Serviço terminado, e as casas e comércio começaram a receber a tão sonhada luz, substituindo os lampiões e velas que usavam antes... Vocês podem imaginar a alegria que nossa gente sentiu quando acendeu pela primeira vez uma lâmpada elétrica?!!!

E EM 1967 ACONTECEU O PRIMEIRO ‘NATAL ILUMINADO’ EM UMUARAMA!!!

O tempo foi passando e chegou dezembro. Maior euforia entre uma parte dos umuaramenses, aqueles que viviam na região central onde já haviam sido instalados os postes e a fiação da Copel. Eles foram os felizardos que pela primeira vez reuniram as famílias na Ceia de Natal com as suas residências completamente iluminadas pela modernidade elétrica antes nunca vista. Embora ainda não existissem artefatos de decoração natalina elétrica (como os de hoje), eles procuraram enfeitar tudo com criatividade, usando flores, tecidos coloridos, desenhos feitos com tintas nos tetos e paredes das casas e nas cercas de madeira nos quintais.

Criatividade que merece registro: as mulheres cobriram as árvores com grandes bolas de algodão branco dando a impressão de que havia caído neve sobre elas. Genial, né!!!

Aquela noite passou com muitas cantorias natalinas com violeiros. Depois de esgotado o repertório de hinos religiosos, mudaram para os sucessos da música caipira da época... E assim a madrugada passou veloz e quando menos esperavam nasceu o sol! Já era Natal!!! O primeiro natal histórico com luz elétrica!!!!! (ITALO FÁBIO CASCIOLA)

FOTOS EXCLUSIVAS DO ACERVO DE ITALO FÁBIO CASCIOLA 

Motores da Usina Termoelétrica da Copel em Umuarama, inaugurada em 1967.

O governador Paulo Pimentel cumpriu a promessa e veio inaugurar os motores e tanques de diesel que gerariam energia elétrica.

Solenidade de inauguração da Copel em Umuarama: reparem no detalhe atrás das autoridades – os tanques gigantes de diesel que faziam os motores gerar a energia tão sonhada...

Na Avenida Paraná, quando ainda nem se sonhava em asfalto, foram instalados nos canteiros os postes com a fiação elétrica que levaria luz para o comércio e casas nas ruas laterais do centro da cidade.

WWW.COLUNAITALO.COM.BR

Anúncio - BILINGUE SET A DEZEMBRO 2022 Anúncio - banner lateral
Anúncio - LATERAL NOVO
Comentários
Veja também