Coluna Italo

(44) 99941-8859
Anúncio - BILINGUE SET A DEZEMBRO 2022
Anúncio - JARDIM COLORADO 2
Anúncio - BANNER MOBILE
Anúncio - banner mobile rodape
Anúncio - Emporio mobile
Anúncio - banner rodape
NA TRILHA DA HISTÓRIA
Chacrinha protagonizou a noite + feliz da história da Exposição Feira
“Alô, alô, Umuarama! Aqui é o Chacrinha! Aqueeele abraço!!!”
Publicado em 06/03/2023 às 16:22 Ítalo
Chacrinha protagonizou a noite + feliz da história da Exposição Feira

Nos últimos anos a grade de atrações artísticas da Expo Umuarama é absolutamente dominada pela geração sertaneja. Mas no passado, era grande a variedade de gêneros musicais nos eventos agropecuários, que contratavam artistas da música caipira, música gauchesca, samba, rock and roll, jovem guarda e música nordestina...

Mas em 1980 a Expo Umuarama trouxe uma novidade, completamente diferente dos tipos que já haviam se apresentado no palco em anos anteriores.

A Prefeitura de Umuarama, que antigamente era parceira da Sociedade Rural e responsável pelas contratações artísticas, resolveu inovar e contratou um dos mais famosos apresentadores de programas de televisão – Abelardo Barbosa, o lendário Chacrinha. Na época ele comandava o “Cassino do Chacrinha”, atração que era líder de audiência nas tardes de sábado da Rede Globo!

Ele não cantava, não era instrumentista, não era ator, ela era sim o maior apresentador de TV. E isso graças a um estilo inconfundível, em que misturava simpatia, graça, humor e arte circense. Não havia ninguém no cenário televisivo brasileiro que se comparasse a Chacrinha.

Ele era único! Tanto é que a mídia o consagrou como Papa da Comunicação. Então imaginem o clima de alegria que tomou conta de Umuarama quando Chacrinha foi anunciado como atração maior da Expo Umuarama 1980.

REPERCUSSÃO NACIONAL

Ele foi contratado para comandar o show na noite do último domingo da Exposição Feira daquele ano. Na tarde anterior, um sábado, Chacrinha anunciou em seu Cassino na Rede Globo: “Alô, alô, Umuarama! Aqui é o Chacrinha! Amanhã estarei com vocês aí!!! Aqueeele abraço!!!”.

Os umuaramenses que estavam assistindo a atração chacriniana saíram às ruas comemorando com buzinadas essa grande notícia... Alguns empunhavam até buzinas – símbolo do Chacrinha – e buzinaram até cansar naquela noite... Uma alegria nunca vista. Afinal, o artista promoveu o nome da Capital da Amizade em escala nacional!

A MULTIDÃO ENDOIDOU COM AS LINDAS E DIVERTIDAS CHACRETES!

Anotei para a posteridade esta data memorável: 7 de março de 1980, um belo domingão, encerramento da Exposição Feira de Umuarama.

Atônita e emocionada, uma multidão lotava a Parque Exposições – não só a arena de shows, mas a avenida principal e outros recantos da área.

Milhares de pessoas assistiram o Velho Guerreiro comandando a grande festa! Foi deveras um espetáculo fulgurante, esplêndido. O maior comunicador brasileiro mostrou que era um mestre na arte de alegrar corações.

Chacrinha foi pontualíssimo, chegando às 20 horas num ônibus especial, todo decorado por dentro e por fora. Estacionou ao lado do palco e ele e suas lindas Chacretes desceram iluminando com seus belos sorrisos a escadaria que as levaria aos camarins improvisados atrás do palco.

O último a sair do busão foi ele. De mansinho, pela sua idade, foi subindo os degraus. Ele já vestia sua fantasia hiper colorida, destacando-se a gravatona e a cartola. E empunhando com a mão direita seu amado amuleto: a buzina em formato enrolado.

Nos camarins, as Chacretes davam retoques nas maquiagens e em seus trajes cintilantes que mostravam toda a sua beleza.

Exatamente uma hora depois, como havia sido combinado, as Chacretes foram entrando no palco em fila rebolando e sorrindo ao som de uma marchinha de carnaval. Por último, o Velho Guerreiro, todo empoderado enturmou-se no centro delas buzinando adoidado num microfone com fio que descia do teto do palco.

Foi uma tremenda loucura, o chão tremia com tanto piseiro de milhares de fãs que cantavam adoidados e gritavam os nomes da Chacretes. Um delírio total quando elas rebolavam freneticamente com seus biquinis e seus saltos altos cintilantes, acompanhando o ritmo acelerado das músicas do repertório que dominou o show do começo ao fim.

O elenco das beldades era formado por Rita Cadillac, Índia Potira, Gracinha Copacabana, Lucinha Apache, Beth Boné, Vera Furacão, Cléo Toda Pura, Sarita Catatau, Gracinha Portelão, Sandra Matera, Regina Pintinha, Fátima Boa Viagem e Suely Pingo de Ouro.

“TODO MUNDO ACHA QUE EU SOU LOUCO!!!”

E Chacrinha, com microfone e buzina em punho, gritava para a galera: “Tereeesinhaaa... Roda, roda, roda... Alô, alô, dona Raimunda... Como vai??? Vai bem???”. E a galera chorava de tanto rir com as gracinhas do maravilhoso palhaço... “Todo mundo acha que eu sou louco!!!” – gritava Chacrinha, dando gargalhadas lá em cima do palco.

E durante duas horas seguiram noite adentro os embalos desse domingo espetacular. A cada música que a banda tocava, era aquela chuva de confetes e serpentinas de cores brilhantes criando um cenário carnavalesco incrível. Quem estava lá, não esquece jamais!!!

Nunca se viu em Umuarama tantos marmanjos implorando para subir naquele palco e ver de perto as maravilhosas “vitaminas” do Velho Guerreiro. O pior é que ficaram todos na saudade, porque o forte esquema de segurança que estava de plantão na área entre o palco e o público impediu a galera de se aproximar das beldades.

Restou o consolo de vê-las rebolando e nada mais... E chegou a hora da partida, fim do show... Chacrinha se despediu do grande público com palavras carinhosas, agradecendo a todos que vieram para vê-lo, para cantar com ele e viver uma noite de felizes emoções.

A galera endoidou de novo, queriam mais alegria... Mas tudo era rigorosamente cronometrado, desde a chegada até a partida. Organização perfeita!

As Chacretes saíram correndo rumo ao busão que as esperava lá fora. Em seguida partiram velozmente para o hotel.

Chacrinha ainda ficou um tempo no camarim. Estava visivelmente cansado e suado, tirou o belo e pesado fraque multicolorido e a imensa borboleta. E, junto com a cartola, entregou tudo para o empresário. Tomou água fresca descansando num confortável sofá aveludado. Logo depois embarcou num carrão, dirigido pelo seu empresário, e também seguiu para o hotel. Missão cumprida e alma tranquila depois de ter dado tanta felicidade para a nossa gente querida da Capital da Amizade! (ITALO FÁBIO CASCIOLA)

WWW.COLUNAITALO.COM.BR

Chacrinha, o Velho Guerreiro, o maior comunicador da televisão brasileira, faz parte da história da Expo Umuarama, tendo abrilhantado uma noite de domingo em 1980. (Imagens do especial História da Televisão Brasileira/TV Globo)

O então prefeito de Umuarama, médico Tuguio Setogutte, foi quem teve a idéia de contratar Chacrinha para apresentar um show memorável na maior festa popular da Capital da Amizade. No palco, o lendário apresentador fez a ele uma homenagem de gratidão pelo convite para animar o evento. (Foto de autoria deste repórter)

Chacrinha e seu elenco de belas e simpáticas Chacretes, com quem fazia grande sucesso nas tardes de sábado na Rede Globo.

Anúncio - banner lateral vinho novo
Anúncio - BILINGUE SET A DEZEMBRO 2022
Anúncio - banner lateral
Anúncio - Instituto do Coração
Anúncio - banner lateral
Anúncio - banner lateral
Comentários
Veja também