Coluna Italo

(44) 99941-8859
Anúncio - BANNER MOBILE
Anúncio - BILINGUE SET A DEZEMBRO 2022
Anúncio - JARDIM COLORADO 2
Anúncio - banner mobile rodape
Anúncio - banner rodape
Anúncio - Emporio mobile
NA TRILHA DA HISTÓRIA
Umuarama ainda era uma ‘vila’ no primeiro Censo do IBGE
A Capital da Amizade tinha apenas 5 anos de fundação e só 5.829 habitantes
Publicado em 11/01/2023 às 08:00 Ítalo
Umuarama ainda era uma ‘vila’ no primeiro Censo do IBGE

Hoje o Censo do IBGE é considerado um dos mais avançados do mundo, ainda mais depois da implantação de moderna tecnologia na coleta e apuração de dados através de moderníssimos computadores.

Mas como era realizado o recenseamento antigamente? E qual foi o primeiro Censo realizado em Umuarama? A maioria da população de hoje nem imagina como essa pesquisa nacional era feita...

Começando por parte e pelo início, o primeiro Censo Demográfico em Umuarama foi realizado pelo IBGE em 1960, no ano em que o distrito foi alçado a condição de município.

Segundo registros, as visitas aconteceram em cada domicílio, no período da noite de 31 de agosto para 1º de setembro de 1960, bem como os moradores efetivos, temporariamente ausentes, inclusive os menores internados em estabelecimentos de ensino. Ao todo, o Censo de 1960 registrou uma população de 70.070.457 habitantes no Brasil.

Pela primeira vez, foi empregada a técnica da amostragem em um censo brasileiro. Com o auxílio dessa técnica foram apuradas, através de nove quesitos, as características das pessoas, inclusive econômicas, e todas as informações referentes aos domicílios.

A amostra utilizada para isto foi constituída de aproximadamente 25% dos domicílios particulares e pessoas neles recenseadas, além de 25% dos grupos familiares ou componentes de grupos conviventes recenseados em domicílios coletivos.

A divulgação dos resultados preliminares do Censo Demográfico de 1960 foi iniciada em junho de 1961, com a apresentação da Sinopse Preliminar do Estado do Espírito Santo, e terminada em maio do ano seguinte, com a publicação dos resultados correspondentes ao País como um todo.

Mas, só muito tempo depois, por razões de ordem operacional, foram conhecidos os resultados definitivos desse censo.

COMO FOI O PRIMEIRO CENSO EM UMUARAMA?

Se atualmente, com toda a modernidade tecnológica existente, existem dificuldades para os recenseadores fazerem as entrevistas, imaginem num tempo em que aqui neste território não existia modernidade nenhuma, vivíamos distantes dos centros da civilização num território recém-aberto no meio da selva para a colonização.

Para os agentes do IBGE era um sofrimento que nós nem podemos imaginar, com a falta de tudo... Percorrer estradas de terra ou barro na zona rural tendo apenas um jipão como meio de transporte, andar pelas ruas de terra cheias de crateras e a dificuldade de encontrar endereços, na área urbana eram obrigados a percorrer distancias enormes a pé...

Segundo registros em documentos históricos do IBGE, no primeiro Censo em 1960 Umuarama ainda estava classificada como Vila, isso mesmo, VILA.

Foi só no próximo, em 1970, é que foi alçada a município. E o resultado da pesquisa habitacional foi este:

UMUARAMA, PARANÁ HABITANTES TOTAL - 20 869

ÁREA URBANA - 5 829

ÁREA RURAL - 15 040

DOMICÍLIOS - 4 076

UMUARAMA NEM APARECEU ENTRE AS MAIORES...

Segundo apurou o Censo 1960, a maioria da população de Umuarama era constituída na época por paulistas, catarinenses, gaúchos, nordestinos, mineiros, entre outros. Na formação social também se destacam as colônias estrangeiras, de portugueses, 20%; italianos, 60%; japoneses, 15%; outros, 5%.

Segundo os registros daquele recenseamento, os migrantes se dedicavam a explorar as riquezas naturais, cultivar a terra para o plantio do café – o cobiçado ouro verde.

É importante registrar que os migrantes nordestinos tiveram destaque especial na construção da cidade, na mão de obra bruta, na construção civil, erguendo residências e casas comerciais seja em madeira ou alvenaria. Já os imigrantes predominavam no antigo comércio: os portugueses trabalhavam no comércio alimentício, os famosos secos 7 molhados; os libaneses no comércio têxtil, as lojas de roupas e tecidos; os japoneses no cultivo hortaliças e frutas em chácaras ao redor da cidade.

Nessa pesquisa censitária Umuarama ainda não figurou entre as localidades mais importantes do Paraná, na qual pontificaram Curitiba como capital; seguida por Antonina (72%), Londrina (57%), Arapongas (56%) e União da Vitória (55%). A Capital da Amizade só ganhou vulto e importância econômica no Censo de 1970, graças ao poder da cafeicultura que estava em franco desenvolvimento e produção e, claro, a população se multiplicou. (ITALO FÁBIO CASCIOLA)

FONTE – Com informações e imagens do Museu Memória IBGE

WWW.COLUNAITALO.COM.BR

Anúncio - banner lateral vinho novo
Anúncio - BILINGUE SET A DEZEMBRO 2022
Anúncio - banner lateral
Anúncio - Instituto do Coração
Anúncio - banner lateral
Anúncio - banner lateral
Comentários
Veja também