Coluna Italo

(44) 99941-8859
Anúncio - banner mobile
Anúncio - banner topo 2021
Anúncio - JARDIM VERSAILLES FRANÇOLIN
Anúncio - NATAL MOBILE
Anúncio - Mobile
Anúncio - banner rodape
Anúncio - banner mobile rodape
Anúncio - arte nova mobile
SEGURA ESSA:
Preço da gasolina vai continuar subindo...
E o gás de cozinha também vai seguir cada vez mais caro...
Publicado em 20/10/2021 às 09:14 Ítalo
Preço da gasolina vai continuar subindo...

Os preços do gás de cozinha e da gasolina não param de subir. O último aumento ocorreu no dia 9. De acordo com a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o preço médio do botijão de 13 quilos no Brasil passou de R$ 98,47 para R$ 98,67. A gasolina já aumentou cerca de 57,3% ao longo de 2021. A escalada dos preços tem impacto direto no bolso da população, especialmente os mais pobres.

Ao que tudo indica, essa tendência vai continuar no Brasil, conforme apontam economistas e trabalhadores do setor. A explicação é a política de preços adotada pelo governo federal para a Petrobras, desde 2016, que favorece um seleto grupo de investidores e penaliza milhões de brasileiros.

PREÇO ALTO FOI OPÇÃO DO GOVERNO

O que o consumidor final paga pela gasolina e o gás de cozinha é a soma de diversos preços: o que é cobrado na refinaria, impostos federais, como o COFINS e o PIS/PASEP, a cobrança de ICMS, que é um imposto estadual, além do que é cobrado por distribuidores e revendedores.

A mudança veio a partir de 2016, com o governo Temer (MDB) e uma nova política de preços, adotada na Petrobras e mantida nas gestões seguintes, com o governo Bolsonaro. Por essa política, o valor cobrado nas refinarias varia conforme o preço internacional do barril de petróleo (matéria-prima do gás e da gasolina) e a cotação do dólar, no que ficou conhecido como Preço de Paridade Internacional (PPI).

PERDERAM O CONTROLE DO PREÇO DOS COMBUSTÍVEIS

“Nós perdemos o controle do preço dos combustíveis por uma escolha do governo. Nós produzimos o petróleo aqui, ele é processado nas refinarias brasileiras, mas, na hora de vender, ele é precificado como se fosse comprado na Europa. Então, cria-se um valor de custos que não existe e está equiparado ao preço internacional”, explica o petroleiro Alexandre Finamori, diretor do Sindicato dos Petroleiros de Minas Gerais (Sindipetro-MG).

GASOLINA CARA EM TODOS OS ESTADOS

Os dados da Agência Nacional de Petróleo (ANP) mostram que os preços da gasolina acima de 7 reais chegaram a todas as regiões do Brasil, na última semana. Cidades de estados de Piauí, no Nordeste, e Mato Grosso, no Centro-Oeste, ultrapassaram a marca. Ao todo, seis estados registram atualmente gasolina acima de 7 reais. Além do Piauí e Mato Grosso, estão na lista Acre, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro . Os postos mais caros estão no Rio Grande do Sul, onde a gasolina já chega perto dos 7,5 reais por litro.

WWW.COLUNAITALO.COM.BR

Comentários
Veja também