Coluna Italo

(44) 99941-8859
Anúncio - Ecogarden mobile
Anúncio - NATAL
Anúncio - banner mobile
Anúncio - Matriculas Abertas
Anúncio - Porto Cobrinco
Anúncio - banner mobile rodape
Anúncio - banner rodape
CENSO AGROPECUÁRIO
IBGE vai medir a riqueza do campo
Começou ontem e Umuarama está na rota da maior pesquisa do gênero realizada no Brasil
Publicado em 03/10/2017 às 19:00 Italo
IBGE vai medir a riqueza do campo

Esta informação interessa a Umuarama e aos municípios vizinhos, que formam uma das principais regiões agrícolas e pecuárias do Brasil: O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) iniciou domingo (1º) o Censo Agropecuário, Florestal e Aquícola 2017.

O levantamento acontece dez anos após a última pesquisa e tem o objetivo de atualizar os dados. Mais de 5 milhões de estabelecimentos agropecuários – unidades de produção ou exploração dedicada, total ou parcialmente, atividades agropecuárias, florestais e aquícolas, independentemente do tamanho e forma jurídica – serão visitados no Brasil até fevereiro de 2018. Cerca de 19 mil recenseadores vão coletar dados em 5.570 municípios em todo o País.

A pesquisa trará informações sobre a produção, equipamentos usados, localização, entre outros pontos. O IBGE pede que os agricultores recebam as equipes do Censo.

“Eles precisam se fazer visíveis. A gente sabe que os agricultores familiares são responsáveis por uma parcela muito significativa da produção de alimentos e o Censo é uma forma de afirmar isso”, diz o coordenador técnico do Censo Agro no Distrito Federal, João Carlos de Lima.

Os recenseadores estarão devidamente uniformizados, portando crachá e o Dispositivo Móvel de Coleta (DMC).

O Paraná é responsável por cerca de 19% de toda a produção de grãos do País, mesmo representando apenas 2,38% do território brasileiro. O maior produtor de grãos, o Mato Grosso, é o terceiro maior estado do Brasil, com uma área que representa 10,6% do território nacional.

 

DE OLHO NO CRACHÁ!

O chefe do IBGE no Paraná, Sinval Dias dos Santos, diz que a colaboração da população é fundamental para a pesquisa. “Ao receber nosso recenseador, a partir de 1º de outubro, que forneça as informações. Eles estarão devidamente identificados com o crachá e o IBGE vai oferecer um telefone 0800 para que o produtor rural possa, na dúvida, consultar, gratuitamente, se a pessoa que visita sua propriedade é ou não servidor”, explica.

No Paraná, são pouco mais de 2 mil coletores de dados, entre 200 funcionários e 1.800 contratados temporários. A previsão é de que os primeiros resultados preliminares sejam divulgados até o início do segundo semestre de 2018.

Mais de 5 milhões de estabelecimentos agropecuários serão visitados no Brasil até fevereiro de 2018 pelos recenseadores do IBGE.

FONTE: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

www.colunaitalo.com.br

Comentários
Veja também