Coluna Italo

(44) 99941-8859
Anúncio - banner topo 2021
Anúncio - JARDIM VERSAILLES FRANÇOLIN
Anúncio - Casa Gomes banner lateral
Anúncio - banner rodape
Anúncio - arte nova mobile
Anúncio - banner mobile rodape
MINHA OPINIÃO PESSOAL:
Estamos + fortes para enfrentar 2021!
Começar uma vida livre para superar tudo o que vier!
Publicado em 30/12/2020 às 13:26 Italo
Estamos + fortes para enfrentar 2021!

Sozinho em casa, fico a pensar há dias: “Depois de tudo que passamos, será que 2021 será mais calmo e simpático para nós?!”. Este ano, vamos ser sinceros, foi cruel, chato e melancólico em todos os sentidos. Restou a esperança, uma fortíssima esperança, de que vamos sobreviver e ter de volta o cenário que tínhamos antes, com o livre direito de ir e vir para todos os lados de nossa amada Umuarama. E que seja decretado o fim do “Fique em casa!!!”. Francamente, este foi o ano mais vazio e inútil dos 68 anos da minha vida! Procurando estar bem informado sobre o decorrer dos acontecimentos desta rotina absurda, lendo artigos e assistindo entrevistas de gente especialista em economia, saúde, bem estar e superação, acredito que há, sim, motivos para crer que os próximos 12 meses de 2021 serão menos amargos.

HABEMUS VACINA!

A vacina contra o coronavírus não é mais um sonho distante. A imunização começou em diversos países do mundo, como Inglaterra e Estados Unidos. No Brasil, a promessa é de que as primeiras doses sejam distribuídas já em janeiro. E que aqui em Umuarama nossa gente possa, depois de vacinada, viver e trabalhar em paz!

BONS VENTOS PARA A ECONOMIA

Passei meses lendo sobre inflação, da alta constante e absurda dos preços da comida, sobre o sofrimento de milhões que vivem com apenas um salário mínimo ou usaram como socorro o Auxilio Emergencial (que já acabou!!!). Pensando em tudo que acompanhei diariamente, cheguei à conclusão: Não tem como 2021 ser PIOR do que 2020!!! Segundo informações oficiais de fontes confiáveis (não leio fofocas nem críticas entre grupos políticos!), a projeção é de que o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil cresça 3,46% no ano que vem. Em 2020, não tivemos crescimento, e, sim, queda de 4,4%. Portanto, é um fortíssimo motivo para pensar

POSITIVO! ESTAMOS MAIS ADAPTÁVEIS

Após um ano extremamente difícil e atípico, nós todos estamos mais adaptáveis e, portanto, mais fortes de lidar com adversidades. Essa habilidade adquirida ao longo de 2020 tem potencial para tornar a nossa caminhada em 2021 menos penosa e mais animada para superar o que vier. Depois de tudo que vivi, tenho certeza de que 2020 foi um ano de muitos aprendizados. Enquanto todos precisamos nos adaptar às normas de higiene e lidar com as frustrações do isolamento social, muita gente teve que aprender a trabalhar em casa e a enfrentar os problemas de convivência excessiva com a família. Eu, particularmente, como jornalista independente e “sem patrão”, já faço home office há décadas. Nunca gostei de redação de jornal, para evitar puxa-saquismo e ver a picaretagem comercial dos que pagam para ser notícia. Portanto, tive um ano normal nesse sentido. O que me bateu forte foi que a rotina exigiu mudanças bruscas, como evitar sair para passear (a pé) pelas ruas da Capital da Amizade, costume que cultivo desde criança. Outro detalhe em alto relevo foi que ‘os amigos’ sumiram. Mas, esse fato dá para tolerar porque até me fez bem: a pandemia me revelou quem era realmente amigo. Ou seja, os verdadeiros continuam em contato quase diário pela internet, acessando e comentando no meu Facebook, visitando meu portal de boas notícias, enviando e-mails, enfim, de uma forma virtual continuam em contato. Afinal, nestes tempos ultramodernos da comunicação só não conversa quem não é amigo, quem não quer papo com a gente, quem nem lembra mais da convivência em passado recente. Portanto, esses a gente bloqueia, deleta e manda...

O QUE REALMENTE IMPORTA

Para mim, o que realmente importa é que a pandemia me ensinou que quem não está doente e não tem ninguém da família hospitalizado - e está empregado e fazendo o que gosta, como eu, escrevendo -, tem motivos de sobra para comemorar. Aprendi a dar valor àquilo que nos traz nutrição emocional e sentido de propósito. E reconheci mais o valor do autocuidado, em suas mais diversas formas. Esses ensinamentos são capazes de tornar a vida de todos nós mais leve emocionalmente, ou seja, me mostrou que é preciso saber viver e dar valor à vida para superar e ficar distante de tudo (e de todos!) o que nos faz mal. Depois de tantas lições que 2020 me deu, impossível que 2021 seja pior e mais difícil de suportar e superar como foram estes doze amargos meses que passaram... Vamos em frente, ‘tamo juntos’, não podemos desanimar. Uma nova fase da vida vai começar e, depois de tudo que aprendi, mudei e vou fazer de tudo para que 2021 seja diferente! Seria burrice repetir momentos já superados. Concluindo: Vou ficar longe do coronavírus, da falsidade humana, da enganação do ‘tudo por dinheiro’. Vou evitar com todas as forças que o meu direito de viver em paz me seja tirado. E recomendo que façam o mesmo, pois o mundo mudou. Então, mudemos também para que possamos sobreviver fortes para encarar a nova rotina que começa dia 1º de janeiro! Talkei??? Abraços mil, saúde e prosperidade a todos!!! (ITALO FÁBIO CASCIOLA)

WWW.COLUNAITALO.COM.BR

Comentários
Veja também