Coluna Italo

(44) 99941-8859
Anúncio - Ecogarden mobile
Anúncio - Matriculas Abertas
Anúncio - banner mobile
Anúncio - NATAL
Anúncio - banner mobile rodape
Anúncio - Porto Cobrinco
Anúncio - banner rodape
MEDO DA COVID-19
Retumbante:O Brasil sem Carnaval!
Sem vacina é perigoso realizar a maior festa do planeta!!!
Publicado em 27/10/2020 às 17:19 Italo
Retumbante:O Brasil sem Carnaval!

Os dois Carnavais mais famosos do Brasil, o do Rio de Janeiro e o de Salvador (Bahia, nordeste), podem não se realizar no ano que vem se até lá não houver uma vacina contra a doença do novo coronavírus (Covid-19), informaram seus organizadores. Ambos os Carnavais reúnem a cada ano milhões de pessoas e são uma das principais atrações do Brasil. Em 2021, a semana de Carnaval cairá entre 14 e 21 de fevereiro. Nesta terça-feira, as Escolas de Samba do Grupo Especial (1ª divisão) do Carnaval do Rio de Janeiro se reuniram com organizadores do evento e cinco das doze (Mangueira, Imperatriz Leopoldinense, Vila Isabel, Beija-Flor e São Clemente) se manifestaram a favor de não realizar os tradicionais desfiles se não houver uma vacina contra a Covid-19, mesmo se forem adiados para meados de 2021. "Sem vacina é inviável realizar o Carnaval em qualquer data, seja fevereiro ou junho. Hoje, as decisões judiciais têm muita força. Há o risco de se fazer altos investimentos e, mais adiante, se os contágios voltarem a subir, a Justiça determinar a suspensão", explicou o presidente da Vila Isabel, Fernando Fernandes. "Como ficaria a consciência de um dirigente caso ocorra a morte de 50 componentes que tiverem desfilado pela escola?" se perguntou o presidente da Mangueira, Elias Riche.

SÃO PAULO E SALVADOR SEM FOLIA TAMBÉM

Em Salvador, seu prefeito, ACM Neto, é o principal defensor da mudança de datas. "Primeiro, temos que esperar para ver se teremos uma vacina que possa garantir a imunidade. Se não se puder celebrar com segurança, vou propor aos prefeitos das principais cidades que fazem o Carnaval no Brasil para que se pense em um adiamento conjunto do Carnaval do ano que vem", disse Neto ao canal de televisão CNN. Outro Carnaval que periga é o de São Paulo, a maior cidade da América do Sul. O governador do estado, João Doria, afirmou na terça-feira que poderia suspender o Carnaval e a festa de Reveillon (Ano Novo) se não houver uma vacina contra a COVID-19. "Eventos onde não há controle de quantas pessoas participam e há uma aglomeração enorme não estão na visão próxima para o centro de contingência. Estão previstos, no mínimo, para a fase azul de flexibilização (quando haverá a retomada total da economia) e não é uma situação que temos para as próximas semanas ou meses", disse em entrevista à imprensa. Segundo dados oficiais, o Carnaval de 2020 contou com a participação de milhões de pessoas em todo o Brasil e movimentou cerca de 8 bilhões de reais (US$ 1,5 bilhão), o maior valor desde 2015. (ITALO FÁBIO CASCIOLA)

WWW.COLUNAITALO.COM.PR

Comentários
Veja também