Coluna Italo

(44) 99941-8859
Anúncio - PIZZA
Anúncio - Ecogarden mobile
Anúncio - FECOUM
Anúncio - banner mobile
Anúncio - banner mobile
Anúncio - mobile rodape
Anúncio - banner rodape
Anúncio - Campanha transito mobile
Anúncio - campanha nova mobile
LIPO
Como é a recuperação e quais os principais cuidados após a cirurgia
Saiba o que fazer após o procedimento e tire suas principais dúvidas sobre os sintomas mais comuns
Publicado em 19/08/2019 às 15:45 Ítalo
Como é a recuperação e quais os principais cuidados após a cirurgia

Com os padrões de beleza se tornando cada vez mais difíceis de serem conquistados, a lipoaspiração acabou se tornando um dos procedimentos estéticos mais procurados nos consultórios de cirurgia plástica.

Em praticamente todos os países há uma tremenda busca pelo abdômen tanquinho e por uma perda de peso mais rápida e menos complicada, especialmente por aquelas pessoas que precisam ter uma estética impecável para poder desempenhar sua função (como no caso de modelos, apresentadoras de televisão entre muitos outros).

Apesar de tudo, vale a pena mencionar que não são somente as mulheres que buscam pela lipoaspiração, hoje os homens também estão procurando e buscando cuidar mais da sua aparência.

Mais à frente nós falaremos sobre quais são os principais cuidados no pós-operatório, mencionando quais são os principais cuidados após o procedimento. Tenha você realizado ou não a cirurgia, temos certeza que este conteúdo será de grande importância!

Pronta para saber mais sobre o assunto? Continue sua leitura até o final!

Alguns dos principais sintomas após a lipoaspiração

Em princípio a lipoaspiração é uma cirurgia plástica que praticamente não apresenta cicatrizes. Isso acontece porque são realizadas pequenas incisões após a infiltração da famosa solução de Klein, substância que evita sangramento e problemas durante a sucção da gordura.

Nessas pequenas incisões são inseridas as cânulas que fazem todo o papel de aspiração do tecido adiposo (gordura). Normalmente, este procedimento cirúrgico é feito com anestesia geral e dura algumas horas, dependendo da região.

Apenas para questões de referência, saiba que essas pequenas incisões podem deixar cicatrizes de até meio centímetro, podendo desaparecer completamente após alguns meses — elas não causam dor e praticamente nenhum efeito estético adverso.

Entretanto, deve ser mencionada que a cicatriz é somente um pequeno “efeito” do procedimento, alguns sintomas pós-cirúrgicos incluem inchaço e dores locais.

Na maioria esmagadora dos casos esses sintomas não são abruptos e causam desconforto apenas nos primeiros dias. Contudo, saiba que tudo depende dos seus cuidados e do seu respeito com as orientações médicas que devem ser passadas.

Conhecendo os principais cuidados após cirurgia

Um dos principais cuidados envolve a utilização de uma cinta de compressão — também conhecida como cinta cirúrgica ou modeladora (não confundir com outros produtos semelhantes no mercado da beleza).

Esta cinta ajuda o corpo a eliminar o inchaço com a reabsorção dos líquidos acumulados na região. Isso faz com que a cicatrização nos tecidos seja mais rápida e que não haja irregularidades na superfície da pele, uma vez que a gordura foi aspirada da hipoderme (camada subcutânea da pele rica em fibras e células de gordura).

Pequenos sangramentos — principalmente na região das incisões — também são evitadas com esta cinta. Seu uso deve ser contínuo e somente deve ser removida por um período de apenas uma hora por dia, normalmente é o tempo destinado para o banho diário.

Não se esqueça que o modelo da cinta deve ser o mesmo indicado pelo médico. Estas vestimentas normalmente apresentam material elástico e ajustável. Caso perceba que a cinta está ficando mais larga conforme os dias passam, reajuste-a ou consulte seu médico sobre a utilização de um tamanho menor.

Quanto ao inchaço — sintoma mais comum do período de recuperação — saiba que ele pode demorar pelo menos 1 mês para diminuir por completo. Em alguns casos, ele pode levar alguns meses para regredir totalmente. Obviamente, durante poucos dias já é possível observar a evolução do caso, e este inchaço subsequente se torna cada vez menos aparente.

O repouso também faz parte da recuperação — é essencial pelo menos uma semana de descanso total. Após esse período é possível voltar as atividades profissionais. Quanto as atividades físicas, o retorno deve acontecer somente após 30 dias em média e de forma gradativa, eliminando exercícios de alta intensidade.

Quais são os medicamentos utilizados?

Os medicamentos da recuperação não são surpresa para aqueles que já realizaram qualquer outro tipo de cirurgia plástica.

Anti-inflamatórios são utilizados para ajudar a reduzir o inchaço e a inflamação causados pela cirurgia, antibióticos podem ser prescritos para evitar uma possível infecção bacteriana e alguns analgésicos podem ser receitados para ajudar a eliminar a dor.

Fora isso, existe pouca diferença. Lembrando que cada cirurgião plástico prescreve de acordo com o quadro do paciente que pode ser sensivelmente diferente para cada caso em especial.

Outros aspectos importantes

Para quem busca a redução do inchaço de maneira mais rápida, a drenagem linfática pode ser indicada em um período apropriado e indicado pelo cirurgião.

Note que seus hábitos alimentares também podem influenciar o inchaço e até mesmo seu período de recuperação após a cirurgia, portanto é igualmente importante ter uma alimentação balanceada e uma hidratação adequada.

Beber bastante líquido auxilia o corpo a eliminar a retenção hídrica, facilitando por completo todo o processo de recuperação da região afetada.

Por fim, não se esqueça que mesmo sendo pequenas, suas cicatrizes também merecem atenção. Sol deve ser evitado por pelo menos 30 dias, e para aqueles que fumam, o ideal é interromper o uso do cigarro por pelo menos 1 mês após cirurgia — muitos cirurgiões podem indicar a pausa no cigarro 30 dias antes do procedimento também.

Não se esqueça de respeitar as orientações do seu médico e sempre voltar nas datas estipuladas. Seja para remoção dos pontos ou para uma análise do seu quadro em especial.

Apesar de ter risco relativamente baixo, a lipoaspiração pode apresentar algumas complicações e é sua responsabilidade ficar atento com todas as recomendações determinadas após a cirurgia.

Seguindo todos esses passos será mais difícil de ocorrer problemas e outras questões desagradáveis. Caso alguma coisa aconteça de inesperado, entre em contato com seu médico imediatamente.

Gostou do conteúdo de hoje sobre a recuperação de uma lipo? Comente logo abaixo suas dúvidas — estamos prontos para atendê-la!

WWW.COLUNAITALO.COM.BR

Anúncio - Dentista
Comentários
Veja também