Coluna Italo

(44) 99941-8859
Anúncio - JARDIM VERSAILLES FRANÇOLIN
Anúncio - Casa Gomes banner lateral
Anúncio - banner topo 2021
Anúncio - arte nova mobile
Anúncio - banner mobile rodape
Anúncio - banner rodape
FIM DO MARASMO?
Umuarama à espera da volta do avião!
Governo garantiu R$ 6,6 milhões para reformas no aeroporto. Mas quando teremos uma linha aérea permanente???
Publicado em 19/09/2017 às 13:46 Italo
Umuarama à espera da volta do avião!

Obras paradas... Outras precisando ser adequadas à realidade... Há muito tempo a população clama pela conclusão e início das atividades dessas benfeitorias, que são fundamentais para o desenvolvimento não só de Umuarama, mas também das cidades circunvizinhas.

A boa notícia desta semana é que, entre elas, parece que uma agora deverá ser definitivamente concluída: As reformas do Aeroporto de Umuarama. Não é preciso ter uma memória excepcional para lembrar que ele está inoperante para voos comerciais há bastante tempo...

 

GOVERNADOR LIBERA R$ 6,6 MILHÕES!

O governador Beto Richa assinou nesta segunda-feira (18), no Palácio Iguaçu, em Curitiba, um protocolo para liberar R$ 6,6 milhões para reformas no aeroporto Orlando de Carvalho, em Umuarama. Entre as obras previstas estão o recapeamento e a ampliação da pista e a adequação e a ampliação do terminal de embarque e desembarque de passageiros.

“Esse investimento no aeroporto municipal de Umuarama é muito importante porque, além de possibilitar a Umuarama ter voos regulares, vai contribuir para um desenvolvimento mais intenso da cidade e de toda a região Noroeste, que é de suma importância para o Estado”, disse Richa. “O município está esperando uma linha comercial área faz muito tempo”, afirmou.

Ele lembrou que o Governo do Paraná está trabalhando em uma série de tratativas para ampliar a oferta de voos em todo o Estado. Em 2016, foi assinado um protocolo de intenções com a companhia Azul Linhas Aéreas para implantar o transporte aéreo regular em cidades ainda não atendidas pelo serviço, como Pato Branco, Guarapuava e Umuarama.

O secretário de Estado da Infraestrutura e Logística, José Richa Filho, disse que o governo estadual fez um plano aeroviário para levantar as necessidades dos aeroportos do Estado. “Estamos conversando com a União, com as administrações municipais e as companhias de transporte aéreo para suprir essas necessidades”, explicou o secretário.

 

SEM AJUDA DO GOVERNO, AEROPORTO CONTINUARIA PARADO...

Para que os aeroportos do Paraná recebam voos comerciais da companhia, precisam se adequar aos padrões técnicos exigidos pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

“Não conseguiríamos fazer os ajustes no aeroporto de Umuarama sem a ajuda do governo estadual”, disse o prefeito Celso Luiz Pozzobom. Com os recursos garantidos pelo Governo do Estado, o município agora abrirá concorrência pública para contratar uma empresa que será responsável pela obra.

Nada foi informado sobre quando terão início essas obras e nem quando o aeroporto ficará pronto para voltar a receber linhas aéreas.

 

AVIÃO DEPENDERÁ DE PASSAGEIROS...

Embora ninguém dê um pio sobre o futuro da regularidade de voos ligando Umuarama a grandes centros, é um assunto importante que não pode em hipótese alguma ser esquecido...

Nestes tempos de crise em que foram cortados voos até do aeroporto da vizinha Maringá – fato divulgado fartamente pela mídia da Cidade Canção -, para onde vai a maioria dos passageiros aqui da região de Umuarama, há um certo pessimismo sobre se alguma empresa se interessará em descer aviões por um período permanente em cidade tão próxima pela simples razão da falta de retorno financeiro.

Mas isso cabe ao tempo confirmar ou não. A verdade é que avião vazio não decola e muda de rota bem rapidinho... Anotem para conferir depois! (ITALO FÁBIO CASCIOLA)

FONTE: Com informações da Agência de Notícias do Paraná/Governo do Estado

www.colunaitalo.com.br

O prefeito de Umuarama Celso Pozzobom e o governador José Richa, durante o evento no Palácio Iguaçu.

O aeroporto de Umuarama: já se vai longe o tempo em que a cidade era atendida por linhas aéreas.

Comentários
Veja também