Coluna Italo

(44) 99941-8859
Anúncio - JARDIM VERSAILLES FRANÇOLIN
Anúncio - banner topo 2021
Anúncio - Casa Gomes banner lateral
Anúncio - BANNER NOVO MOBILE SETEMBRO
Anúncio - arte nova mobile
Anúncio - 2 dose completa mobile
Anúncio - banner rodape
Anúncio - banner mobile rodape
Anúncio - Sustentabilidade móbile
EXCELENTE NOTÍCIA:
Umuarama é uma Cidade Inteligente!
Ela é destaque temático em Saúde (16º), Meio Ambiente (20º) e Governança (98º)
Publicado em 02/09/2021 às 09:28 Italo
Umuarama é uma Cidade Inteligente!

O Paraná é o segundo estado com maior número de cidades inteligentes do Brasil, de acordo com o ranking Connected Smart Cities 2021, realizado pela empresa Urban Systems e divulgado nesta quarta-feira (1º).

Das 100 cidades mais inteligentes do Brasil, nove são paranaenses. O Estado está empatado com Minas Gerais, e atrás apenas de São Paulo, que possui 37 municípios na lista. As cidades paranaenses que figuram no ranking geral são Curitiba (3º lugar nacional), Maringá (25º), Londrina (34º), Apucarana (41º), Foz do Iguaçu (44º), Cascavel (50º), Pato Branco (66º), Pinhais (74º) e Toledo (98º).

Para compor a nota de cada cidade, a metodologia do estudo engloba 75 indicadores de 11 eixos temáticos: mobilidade, urbanismo, meio ambiente, energia, tecnologia e inovação, economia, educação, saúde, segurança, empreendedorismo e governança. A pesquisa é realizada desde 2015 e avalia os 677 municípios brasileiros com mais de 50 mil habitantes, analisando as cidades com maior potencial de desenvolvimento do Brasil.

“O Paraná, exemplo mundial em desenvolvimento sustentável, mais uma vez se consolida como referência, desta vez em desenvolvimento urbano. O resultado da pesquisa endossa que o Governo do Estado possibilita essa evolução como um todo, fazendo com que diversas cidades concretizem sua vocação, não apenas investindo em tecnologia mas melhorando a qualidade de vida dos paranaenses como um todo”, afirmou o governador Carlos Massa Ratinho Junior.

O superintendente de Inovação do Estado, Marcelo Rangel, endossa que o Paraná está fazendo sua parte no fomento à inovação e nos investimentos realizados em ecossistemas regionais. “Temos instituições e entidades que estão investindo muito na área de cidades inteligentes, criando incubadoras e aceleradoras que geram novas oportunidades de negócios tanto na área pública como no setor privado. Estando alinhados e trabalhando juntos. Os atores da inovação paranaense aceleram nosso desenvolvimento sustentável”, destacou.

CIDADES – Em 2021, o Paraná aumentou sua participação na pesquisa com relação aos anos anteriores. Em 2019 e 2020, o Estado contava com oito municípios ranqueados. Em 2021, com nove – as novidades são Pinhais e Apucarana, que não constavam no ranking de 2020, enquanto São José dos Pinhais saiu da lista. Entre os índices avaliados, Pinhais é destaque nos indicadores relacionados ao meio ambiente, ficando em 5º lugar no setor. Já Apucarana tem bom desempenho em urbanismo: 17º do ranking temático.

DESTAQUE – Entre os destaques do Estado está Curitiba, que figura como terceiro lugar geral no País desde 2019. Em 2018, a cidade figurou no primeiro lugar da pesquisa em todo o Brasil. Em 2021, a Capital também ficou em primeiro lugar nos eixos de urbanismo e empreendedorismo, e apresentou um bom desempenho nos eixos de meio ambiente (3º lugar), tecnologia e inovação (5º), governança (17º), saúde (17º) e mobilidade (22º). Maringá tem o segundo melhor escore do Estado, e foi elencada como a 7ª cidade mais inteligente do Sul. Suas melhores colocações estão nas áreas de economia (19º lugar), mobilidade (24º), tecnologia e inovação (28º) e empreendedorismo (30º). Londrina também apresenta um bom cenário: 10º melhor município da região Sul, se destaca em saúde (14º), economia (20º) e urbanismo (25º). Já Foz do Iguaçu, 13º lugar na Região Sul, é 20º em empreendedorismo e 24º em meio ambiente.

MEIO AMBIENTE – Para além da lista criada pela performance geral dos municípios, a pesquisa cria um ranking dos 100 melhores colocados para cada um dos 11 eixos temáticos. Em um deles, o Paraná se sobressai ainda mais: meio ambiente. Dos 100 municípios do eixo, 19 são paranaenses — quase um em cada cinco. A lista, liderada por Balneário Camboriú (SC) e Santos (SP), tem Curitiba em 3º lugar, seguida por Francisco Beltrão em 4º e Pinhais em 5º, além de Pato Branco em 9º. Entre os indicadores considerados para este eixo, estão o percentual da população contemplada por saneamento básico, coleta de resíduos sólidos, recuperação de materiais recicláveis, idade média da frota dos veículos do município e potencial de geração de energias renováveis. Outros eixos temáticos com boa participação paranaense são os de saúde (11 municípios), empreendedorismo (10) e economia (9).

DESTAQUES TEMÁTICOS – Outras cidades paranaenses foram elencadas nos rankings temáticos, ficando entre os 100 melhores municípios daquele eixo.

CONFIRA OUTROS MUNICÍPIOS CITADOS PELO RANKING:

Campo Largo: governança (32º), saúde (42º) e meio ambiente (76º)

Campo Mourão: meio ambiente (80º) e saúde (88º)

Castro: urbanismo (31º)

Fazenda Rio Grande: empreendedorismo (18º), meio ambiente (32º) e economia (68º)

Ibiporã: empreendedorismo (71º) e economia (79º)

Irati: empreendedorismo (74º)

Paranaguá: segurança (24º), meio ambiente (41º), mobilidade (88º)

Paranavaí: meio ambiente (77º)

Piraquara: meio ambiente (56º)

Ponta Grossa: tecnologia e inovação (44º) e empreendedorismo (69º)

São José dos Pinhais: empreendedorismo (46º), meio ambiente (54º), urbanismo (57º) e economia (57º)

Telêmaco Borba: meio ambiente (99º)

UMUARAMA: saúde (16º), meio ambiente (20º) e governança (98º)

União da Vitória: saúde (53º) e educação (62º).

FONTE: Ranking Connected Smart Cities 2021

WWW.COLUNAITALO.COM.BR

Comentários
Veja também