Coluna Italo

(44) 99941-8859
Anúncio - banner móbile
Anúncio - banner topo 2021
Anúncio - JARDIM VERSAILLES FRANÇOLIN
Anúncio - banner mobile rodape
Anúncio - banner rodape
PESQUISA NACIONAL
Umuarama entre as melhores cidades
Destaca-se no Brasil em comércio, educação, imobiliário e agro
Publicado em 09/12/2020 às 14:18 Italo
Umuarama entre as melhores cidades

Publicado desde 2014 pela Revista Exame, o estudo “Melhores Cidades para Fazer Negócios”, da Consultoria Urban Systems, avalia por meio de dados e indicadores as cidades com mais de 100 mil habitantes do país para identificar as que possuem melhores oportunidades de investimentos para o setor privado. Mais uma vez Umuarama obteve destaque nacional, aparecendo bem situada em quatro dos seis segmentos avaliados – comércio, mercado imobiliário, educação e agropecuária. A Capital da Amizade não figurou entre as 100 melhores cidades do país apenas nos setores de serviços (onde despontam as grandes cidades e capitais) e na indústria – setor no qual apenas duas cidades paranaenses aparecem entre as 100 mais desenvolvidas do Brasil (Araucária e São José dos Pinhais). Com metodologia própria de coleta, ponderação e análise de dados, a Urban Systems avaliou durante seis anos as cidades brasileiras no âmbito do seu desenvolvimento econômico e social, nas características da sua infraestrutura e no perfil e oferta de capital humano, estabelecendo o ranking das cidades mais indicadas para investimento, além da lista das cidades melhores posicionadas nos recortes que compõe o estudo. Neste ano, com a pandemia do coronavírus a partir de março, o estudo traz um olhar diferenciado para os novos cenários, utilizando dados e indicadores que referem-se ao último período disponível, utilizando-se de informações atuais, e dessa forma trazendo resultados mais próximos da realidade já considerando o impacto econômico e social do cenário pós-pandemia. A versão 2020 da pesquisa apresenta os melhores municípios para investir, segmentados por seis dos principais setores econômicos do país

EDUCAÇÃO

A melhor classificação obtida por Umuarama foi o 70º lugar na área de Educação, ao lado das cidades paranaenses de Ponta Grossa, Curitiba, Londrina, Araucária, São José dos Pinhais, Maringá e Guarapuava. “Se considerarmos que o Brasil tem mais de 5,5 mil municípios, figurar entre em qualquer posição entre os 100 melhores é um privilégio, devido aos bons resultados da educação oferecida no setor privado, ensino superior, educação à distância e o bom desempenho das redes estadual e municipal. A avaliação é pelo conjunto de serviços oferecidos à população”, lembrou o prefeito Celso Pozzobom. A Educação é uma das áreas que mais recebe investimentos na gestão municipal, tanto nos CMEIs (ensino infantil) quanto no fundamental (séries iniciais). “Temos hoje 9.321 alunos matriculados desde a creche até a Educação de Jovens e Adultos. As aulas presenciais estão suspensas, mas quando retornarem esses estudantes vão encontrar escolas reformadas, ampliadas, ambientes mais adequados e climatizados. Investimentos cerca de R$ 15 milhões em obras, equipamentos e treinamento dos nossos profissionais e essa prioridade educacional será mantida para melhorarmos ainda mais os nossos índices”, apontou o prefeito.

AGROPECUÁRIA

Umuarama aparece bem posicionada no setor agropecuário, ocupando nacionalmente a 74ª colocação no estudo. “É mais um setor que vem sendo tratado com grande prioridade nos últimos quatro anos. Readequamos estradas com cascalho, pavimentação, construção de pontes e obras de drenagem. Criamos programas para apoiar o produtor rural, como o Pró-Leite (pecuária leiteira) que inclui melhoria genética, doação de novilhas, treinamento de inseminação artificial”, pontuou Pozzobom. O município estimulou a fruticultura, reestruturou o pátio rodoviário com a aquisição de tratores e implementos para atender as propriedades com produção de silagem, preparo do solo, adubação e orientação técnica nas mais diversas áreas. “Atuamos também na comercialização, com a cooperativa, a compra direta da produção, o Sacolão do Produtor, a merenda escolar e uma série de mecanismos que garantem mercado para tudo que é produzido no campo”, acrescentou. O prefeito lembrou ainda que a Prefeitura ajudou a mediar o arrendamento da antiga Averama para uma associação entre a Cooperativa C.Vale e a Frangos Pluma, que resultou na Plusval e na marca Levo Alimentos, abatendo aves produzidas em toda a região. “Voltaram os rentáveis barracões de frango e a indústria gerou centenas de empregos, movimentando nossa economia e aumentando a arrecadação de tributos”, relembrou o prefeito.

MERCADO IMOBILIÁRIO

A expansão imobiliária, resultado da confiança dos investidores no potencial de crescimento da cidade e também do desenvolvimento socioeconômico da população, que obtém mais acesso à casa própria, coloca Umuarama na 86ª colocação entre as 100 melhores cidades para investimentos do país, segundo a reportagem da Revista Exame – no grupo aparecem também as cidades paranaenses de Curitiba, Londrina, Maringá, Cascavel, Araucária, São José dos Pinhais, Guarapuava, Pinhais e Ponta Grossa. O ranking é determinado pelo volume de negócios e perspectivas do setor. “Umuarama cresce para todos os lados e para cima, com a aprovação de edifícios com até 30 pavimentos aprovada pela Câmara recentemente. A aprovação mensal de projetos para obras vem batendo recordes de muitos anos, apesar dos efeitos da pandemia. Esse crescimento atrai os olhos dos investidores de vários segmentos do comércio, indústria e serviços, e com isso mais gente vem morar na cidade, movimentando o mercado imobiliário. O ‘start’ para a mudança de patamar já foi dado e agora vamos ver a cidade crescer ainda mais rápido. Em breve passaremos dos 150 mil habitantes”, estima o prefeito Celso Pozzobom.

COMÉRCIO

Com bom desempenho em tantos setores os efeitos positivos são sentidos pelo comércio, onde Umuarama aparece na 90ª colocação entre as 100 melhores cidades do Brasil. “Crescimento atrai investidores e consumidores, num círculo que potencializa o desenvolvimento. Há poucos dias a cidade ganhou mais um grande atacadista, em abril teremos o tão esperado shopping e com mais gente da região circulando pela cidade, todo o comércio é favorecido”, disse o prefeito. O crescimento da economia se sustenta há alguns anos. O comércio é o setor que mais emprega e gera arrecadação, portanto é um dos motores da economia. “Os investimentos públicos realizados em infraestrutura facilitam o acesso dos consumidores ao centro comercial, agilizam o transporte de mercadorias e cargas e com isso favorecem a atração de investimentos, tornando a cidade mais promissora. Em plena pandemia, nossa cidade é uma das campeãs na geração de empregos e manutenção dos postos de trabalho, o que mostra a força do nosso comércio, comprovada pelo estudo da Urban System”, completou Pozzobom.

FONTE: Revista Exame, Editora Abril

WWW.COLUNAITALO.COM.BR

 

Comentários
Veja também