Coluna Italo

(44) 99941-8859
Anúncio - Casa Gomes banner lateral
Anúncio - JARDIM VERSAILLES FRANÇOLIN
Anúncio - banner topo 2021
Anúncio - BANNER NOVO MOBILE SETEMBRO
Anúncio - arte nova mobile
Anúncio - banner rodape
Anúncio - banner mobile rodape
Anúncio - Sustentabilidade móbile
Anúncio - 2 dose completa mobile
FIM DA IMPUNIDADE!
Bolsonaro, o protetor dos animais!
Ele sancionou lei severa (5 anos de cadeia!) para maus-tratos a cães e gatos
Publicado em 06/10/2020 às 11:58 Italo
Bolsonaro, o protetor dos animais!

ONGs protetoras dos animais de todo o Brasil estão aplaudindo o presidente Jair Bolsonaro por ter sancionado na semana passada a Lei Sansão, aprovada anteriormente pela Câmara Federal e pelo Senado. Em cerimônia com direito à presença de cães no Palácio do Planalto – fato inédito -, o presidente Bolsonaro sancionou a ampliação da pena para quem praticar maus-tratos a cães e gatos. Em seu discurso fez questão de frisar em voz alta "au, au" para Sansão, animal que deu nome à lei. "Não sei o Sansão vai entender aqui, né? Au, au! Quer dizer parabéns, Sansão!!!", disse Bolsonaro. O texto, que ganhou o apelido de “Lei Sansão” em homenagem a um cachorro que teve as patas traseiras decepadas em Confins (MG), aumentou a pena para quem maltratar e/ou abandonar cães e gatos, que era de três meses a um ano, para dois a cinco anos. No momento da sanção, o presidente e a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, carregaram no colo Nestor e Teodoro, os cães adotados por ela no ato.

AÇÃO MAIS RÁPIDA DA POLÍCIA

A nova lei faz com que o crime deixe de ser considerado de menor potencial ofensivo, fazendo que a polícia chegue mais rápido à ocorrência. O criminoso será investigado e não mais liberado após a assinatura de um termo circunstanciado, como ocorria antes, explica o texto divulgado pelo governo. Além disso, quem maltratar cães e gatos passará a ter registro de antecedente criminal e, se houver flagrante, o agressor será levado para a prisão!

FONTE: Agência Brasil, Brasília

WWW.COLUNAITALO.COM.BR

Comentários
Veja também