Coluna Italo

(44) 99941-8859
Anúncio - JARDIM VERSAILLES FRANÇOLIN
Anúncio - Casa Gomes banner lateral
Anúncio - CAMPANHA NIVER 63 ANOS
Anúncio - banner topo 2021
Anúncio - Dia dos Pais 8 de Agosto
Anúncio - arte nova mobile
Anúncio - banner rodape
Anúncio - banner mobile rodape
UFA, QUE CALOOOR!!!
Paraná sofre com calor sufocante!
Em Umuarama, na terça-feira (29) sensação térmica foi de 40º
Publicado em 29/09/2020 às 20:00 Italo
Paraná sofre com calor sufocante!

O calor sufocante que estamos vivendo no decorrer dos últimos dias já havia sido previsto pelos institutos de meteorologia. É bom lembrar que foi com calor histórico que terminou o inverno no Paraná. O estado teve temperaturas recordes, com termômetros marcando quase 40ºC em muitas cidades, inclusive em Umuarama... Isso aconteceu porque houve uma frequência maior de bloqueios atmosféricos, com grandes massas de ar que ficaram em algumas regiões próximas à costa sul da Argentina e do Chile e impediram que frentes frias avançassem sobre o continente. Foi um dos principais motivos da ausência de frio. Outro fator destacado pelos estudiosos do assunto é o fenômeno El Niño, que aquece as águas do Oceano Pacífico. Ele é capaz de alterar o clima em todo o planeta. Quase sempre provoca os mesmos efeitos: muita chuva em determinadas regiões e muita seca em outras. Se vale como consolo, vale registrar que apesar de todo o calor histórico, o inverno também trouxe temperaturas negativas ao Paraná. A menor temperatura foi -2ºC, registrada no dia 12 de setembro, em Palmas, no sul do estado. Em Curitiba, a mínima foi de 5,3ºC, em 4 de julho. Chegaram a ‘inventar’ que havia nevado no Paraná, quando apenas geou em alguns pontos ao sul do estadeo...

TEMPO QUENTE, MUITO QUENTE...

A previsão é que esta primavera continue com temperaturas mais altas que o comum no Paraná, de acordo com a meteorologia. A tendência é que volte a chover bastante: vai ser uma estação quente e úmida, marcada por temporais e calor, avisam os institutos. Segundo eles antecipam, as temperaturas máximas devem seguir entre os 30ºC e os 40ºC, com possibilidade de que sejam quebrados recordes de temperatura máxima e que as marcas figurem entre as mais altas já registradas na história do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. “Máximas acima de 40ºC devem ser esperadas no Oeste e no Norte paranaense. Uma corrente de jato mais uma vez potente vai transportar ar muito seco e quente da Bolívia e do Paraguai, onde as máximas podem atingir 44ºC a 46ºC com novos recordes absolutos, para o Sul do Brasil”, alerta o MetSul. (ITALO FÁBIO CASCIOLA)

WWW.COLUNAITALO.COM.BR

Comentários
Veja também