Coluna Italo

(44) 99941-8859
Anúncio - banner mobile
Anúncio - Pilates mobile topo
Anúncio - Ecogarden mobile
Anúncio - banner rodape
Anúncio - banner mobile rodape
Anúncio - USE MASCARA MOBILE
SE DEU CERTO É BOM!
Home office tem vida longa no futuro
Pesquisas mostram que trabalhar em casa é melhor e evita despesas
Publicado em 04/08/2020 às 15:50 Italo
Home office tem vida longa no futuro

A grande maioria das empresas brasileiras se surpreendeu, positivamente, com a facilidade em se adaptar ao trabalho remoto em home office. Conseguiram reduzir custos com o vale transporte, luz, água, café, recepção e, principalmente, perceberam que não precisam de tanto espaço físico para atender seus colaboradores e clientes.

Uma das principais economias foi com aluguel de salas em prédios, eliminando uma série de gastos que esses espaços davam às empresas, principalmente no caso de amplos espaços, que exigem pagamento de serviços de limpeza, eletricidade, água e condomínio. Tal realidade vem impactando, inclusive, no mercado imobiliário, pois temos visto diversas empresas devolvendo os imóveis.

Da mesma forma, a maior parte dos empregados também gostou da experiência de definir seus próprios horários e poder conviver mais com a família, ter a companhia de seu pet (cãozinho ou gato) trabalha, não gastando tanto tempo para ir e voltar ao trabalho, enfrentando aborrecimentos e perda de tempo no trânsito, além despesas com gasolina e veículos.

A maior liberdade permite a entrega das atividades laborais com maior foco, sem interferências externas e a clara oportunidade de aumentar seus rendimentos seduzem qualquer um.

A conta é simples, se a empresa gasta menos e não tem sua lucratividade impactada pelo trabalho remoto, certamente poderá pagar melhores salários e outros benefícios aos seus colaboradores.

PESQUISAS MOSTRAM QUE HOME OFFICE CONTINUA NO FUTURO

O distanciamento social imposto pela covid-19 levou muitas empresas de todos os setores a adotar novas práticas de trabalho, entre elas o home office. Os resultados alcançados até o momento mostram que mais de 70% delas esperam a continuação do trabalho remoto, integral ou parcialmente, após o fim da pandemia.

Entre as empresas, a expectativa pela permanência do home office é maior no segmento de serviços (89%), seguido pelas indústrias (79%) e pelo comércio (73%). Os dados fazem parte de uma pesquisa com 375 companhias brasileiras realizada pela Talenses Group, holding especializada no recrutamento de profissionais, em parceria com a Fundação Dom Cabral.

“A pandemia causou transformações importantes em diversos setores da economia”, afirma Luiz Valente, CEO do Talenses Group. (ITALO FÁBIO CASCIOLA)

WWW.COLUNAITALO.COM.BR

Comentários
Veja também