Coluna Italo

(44) 99941-8859
Anúncio - BANNER NOVO MOBILE SETEMBRO
Anúncio - banner topo 2021
Anúncio - JARDIM VERSAILLES FRANÇOLIN
Anúncio - Casa Gomes banner lateral
Anúncio - 2 dose completa mobile
Anúncio - banner mobile rodape
Anúncio - banner rodape
Anúncio - arte nova mobile
Anúncio - Sustentabilidade móbile
MUITO QUENTE!
40º: Umuarama tá pegando fogo!
Calor intenso na Capital da Amizade: sensação térmica de 40 graus!
Publicado em 29/12/2019 às 12:08 Italo
40º: Umuarama tá pegando fogo!

O verão começou no domingo passado, 22 de dezembro, à 01h e 19min e vai até o dia 20 de março de 2020, à 00h e 50min.

E no decorrer da semana já mostrou que terá temperaturas mais altas e chuvas com menor regularidade que a média histórica. Aqui no interior do Paraná, por exemplo, o calor tem sido sufocante...

Em Umuarama a onda de forte calor chegou no final de outubro, ainda na primavera, quando já eram registradas temperaturas de 36 graus – sensação térmica de 40 graus!!!

E agora, já em pleno verão, essas marcas continuam. Além do sol forte, a falta de ventos para amenizar o ambiente tem fadigado a população de Umuarama. E a previsão é de que esse panorama climático siga durante toda a estação.

TEMPERATURAS ELEVADAS

Segundo os institutos de meteorologia, a tendência das temperaturas para este verão é de que as mesmas fiquem dentro da normal climatológica para todas as regiões do Estado. Dessa forma, se esperam períodos consecutivos com temperaturas muito elevadas.

E quando a temperatura e a umidade do ar estão muito altas, a soma destes fatores leva a um conceito muito comum no verão: a sensação térmica, que geralmente é muito maior do que o calor registrado nos termômetros. Sensação térmica (ou wind chill, em inglês), é a temperatura aparente sentida pela pele exposta, em virtude da combinação entre temperatura do ar e velocidade do vento.

CHUVAS INTENSAS, MAS DE CURTA DURAÇÃO

Historicamente o verão é a estação chuvosa no Paraná, sendo que os volumes totais acumulados são consequência direta da atuação de sistemas atmosféricos de mesoescala, associados ao maior aquecimento diurno e à disponibilidade de umidade. Estes sistemas ocasionam chuvas intensas, mas localizadas, com grande incidência de descargas atmosféricas e de curta duração, muitas vezes acompanhadas de vendavais e granizo, afetando todas as regiões do Estado.

Reportagem: ITALO FÁBIO CASCIOLA

Fontes: Com informações do Simepar e ClimaTempo

WWW.COLUNAITALO.COM.BR

Comentários
Veja também