Coluna Italo

(44) 99941-8859
Anúncio - banner móbile
Anúncio - JARDIM VERSAILLES FRANÇOLIN
Anúncio - banner topo 2021
Anúncio - banner rodape
Anúncio - banner mobile rodape
DESTRUIÇÃO DO VERDE!
Mais de 8 mil queimadas no Paraná!
Número registrado pelos Bombeiros de janeiro ao final de agosto!
Publicado em 23/09/2019 às 10:36 Italo
Mais de 8 mil queimadas no Paraná!

De 1º de janeiro até a quinta-feira 22 de agosto, o Brasil registrou 75.366 focos de incêndio, o que representa um aumento de 84% em relação ao mesmo período do ano passado, de acordo com dados do Instituto Nacional de Estudos Espaciais (Inpe), obtidos por meio de satélite.

No Paraná, segundo o Corpo de Bombeiros, foram 8.137 queimadas do início de janeiro até essa mesma data.

Como de costume, a justificativa é sempre a mesma: nessa época do ano, por causa das poucas chuvas, as florestas e áreas de vegetação ficam mais propensas aos focos de incêndio.

INCÊNDIO GIGANTE EM ILHA GRANDE

Mas a grande vítima este ano foi o Parque Nacional de Ilha Grande, no Rio Paraná, aqui na região Noroeste, que foi atingido por um violento incêndio que durou onze dias! O último foco foi controlado na quarta-feira 21 de agosto, conforme o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). O fogo queimou mais de 60% da vegetação local, o que equivale a 47 mil hectares. Isso mesmo: 147.000 hectares!!!

As equipes tiveram dificuldade no combate às chamas em função dos fortes ventos que chegaram a 100km/h. O fogo pode saiu do controle!

IAP APLICOU MILHARES DE MULTAS!

O Instituto Ambiental do Paraná (IAP), segundo informou nesta quinta-feira (20 de setembro), intensificou a fiscalização e registrou 880 infrações, representando R$ 5,6 milhões em multas por queimadas até o momento em 2019. Foram ainda 1.150 infrações, somando R$ 12,2 milhões em multas por danos à flora e cortes de árvores.

Os números mais que dobraram se comparados com o ano passado. Em 2018 foram contabilizadas no Estado 262 infrações e R$ 2,4 milhões em multas por queimadas, além de 361 infrações e R$ 3,8 milhões em multas por corte de árvores e outros danos à flora.

O IAP trabalha também para mapear os remanescentes de vegetação nativa do Estado, com imagens de alta resolução e tecnologias atualizadas, para poder divulgar resultados confiáveis da vegetação paranaense.

FONTES: Corpo de Bombeiros do Paraná e IAP

FOTOS: Internet

WWW.COLUNAITALO.COM.BR

Até mesmo nos bairros da cidade de Umuarama têm acontecido frequentemente queimadas de matagais como essa...

Comentários
Veja também