Coluna Italo

(44) 99941-8859
Anúncio - JARDIM COLORADO 2
Anúncio - BANNER MOBILE
Anúncio - BILINGUE SET A DEZEMBRO 2022
Anúncio - Emporio mobile
Anúncio - banner mobile rodape
Anúncio - banner rodape
QUE CALOR, HEIN!!!
Estamos em pleno ‘Primaverão”... Mas o Verão será ainda mais quente!!!
A tendência é que as condições extremas no clima fiquem ainda piores na próxima estação!
Publicado em 03/10/2023 às 07:16 Italo
Estamos em pleno ‘Primaverão”... Mas o Verão será ainda mais quente!!!

Tá quente no Paraná né... Estamos vivendo um ‘Primaverão’ com temperaturas altíssimas. Mas, segundo previsões dos principais institutos de meteorologia, situação vai ficar ainda pior no Verão...

Segundo o Laboratório de Análise e Processamento de Imagens de Satélites (Lapis), o El Niño deverá atingir o seu pico no verão brasileiro de 2024. Nesse período, a tendência é que as condições extremas no clima fiquem mais evidentes.

Por enquanto, o aumento da temperatura das águas do Oceano Pacífico subiu cerca de 1,0ºC, o que configura o El Niño na faixa moderada do fenômeno climático (+1,0ºC a +1,4ºC). No entanto, durante o último trimestre do ano, a intensidade pode ficar “forte” e “muito forte”, o que pode levar a um Super El Niño.

Ainda não há consenso entre os meteorologistas, mas os modelos dinâmicos International Research Institute (IRI), da Escola de Clima da Universidade de Columbia, em Nova York, Estados Unidos, indicam uma anomalia de temperatura da superfície do mar de +1,67ºC. Isso configura um El Niño forte.

IMPACTOS DO PICO DO EL NIÑO NO BRASIL

Se a intensidade do fenômeno climático se confirmar, haverá alteração no padrão de chuvas e temperaturas para o Brasil ao longo de todo o primeiro semestre do ano que vem. Assim, as mudanças que estão sendo enfrentadas agora podem se estender, como o excesso de calor no inverno e o alto volume de chuvas no Rio Grande do Sul.

Ao mesmo tempo que o El Niño provoca excesso de chuvas na região Sul, ele faz o Nordeste enfrentar uma seca intensa. Já a região Sudeste poderá sentir o aumento das temperaturas, sem grandes influências no volume de chuvas.

Em geral, as mudanças climáticas já fazem as temperaturas subirem... A NASA já informou que 2023 provavelmente será o ano mais quente desde o início dos registros, em 1850. Mas talvez 2024 consiga ultrapassar esse recorde!!!

WWW.COLUNAITALO.COM.BR

Anúncio - banner lateral vinho novo Anúncio - Instituto do Coração
Anúncio - BILINGUE SET A DEZEMBRO 2022
Anúncio - banner lateral
Comentários
Veja também