Coluna Italo

(44) 99941-8859
Anúncio - JARDIM COLORADO 2
Anúncio - banne topo
Anúncio - BILINGUE SET A DEZEMBRO 2022
Anúncio - banner mobile rodape
Anúncio - CAMPANHA LIXO MARCO E ABRIL MOBILE
Anúncio - Emporio mobile
Anúncio - banner rodape
EM UMUARAMA
Escolas precisam de mais segurança diante da violência
Autoridades vão preparar a comunidade escolar para reagir em caso de invasões e atentados
Publicado em 11/04/2023 às 14:43 Italo
Escolas precisam de mais segurança diante da violência

A segurança dos alunos e professores das instituições educacionais públicas e privadas da região de Umuarama foi tema de encontro regional ontem, segunda-feira (10), em Umuarama. A reunião foi aberta pelo prefeito Hermes Pimentel e conduzida pelo presidente da Associação dos Municípios Entre Rios (Amerios), prefeito Mario Junio Kazuo da Silva, de Cafezal do Sul, com a presença dos comandantes das principais forças de segurança pública, além de prefeitos e representantes dos municípios e das escolas.

A ideia foi discutir protocolos para reforçar a segurança nas escolas e preparar a comunidade escolar para reagir de forma efetiva em caso de invasões e atentados, como o ocorrido recentemente em Santa Catarina. “Não há como impedir que esses atentados ocorram, mas precisamos tranquilizar a população, orientar os profissionais para ficarem mais atentos e prepará-los para minimizar os efeitos em caso de violência. Existem medidas eficazes, cuidados e procedimentos que podem tornar o ambiente escolar mais seguro”, disse o prefeito.

FURTOS QUASE DIÁRIOS DE FIOS E EQUIPAMENTOS

Pimentel disse que, analisando fatos recentes, duas situações geralmente afloram diante dos casos de violência em escolas – surtos psicóticos e reações a bullying. A secretária da Educação de Umuarama, Mauriza de Lima Menegasso, disse que em Umuarama as escolas estão atentas, mas sofrem com furtos quase diários de fios e equipamentos, o que prejudica os estabelecimentos.

“Nossas escolas controlam com rigidez o acesso de pessoas de fora do ambiente escolar, contam com alarmes e monitoramento, mas precisamos de protocolos e medidas específicas sobre como agir em casos de ataques violentos. São mais de 10 mil alunos em 42 estabelecimentos de educação infantil e séries iniciais do fundamental”, relatou.

Em nome do Núcleo Regional de Educação (NRE), a professora Kesia Meneguel lembrou que 21 mil alunos estão sob os cuidados dos professores nas escolas de ensino fundamental e médio da rede estadual. “Temos brigadas escolares treinadas para evacuação em caso de incêndios e desastres, mas nunca se abordou abertamente a questão dos ataques”, lembrou.

O diretor Anderson José Pereira, do Colégio Estadual Bento Mossurunga, a maior escola de Umuarama com 1.500 alunos, disse que a educação precisa de ações rápidas e efetivas, pois aumentam os relatos de alunos armados na região. “A rotina escolar já é desafiadora e hoje os pais estão amedrontados e os professores abalados, emocionalmente.

Precisamos de medidas urgentes”, pediu. Prefeitos e pais de alunos presentes pediram um aumento no efetivo da Polícia Militar, especialmente da Patrulha Escolar, ampliação da Guarda Municipal e criação de uma guarda-civil metropolitana, para atender também aos pequenos municípios, reforço na fiscalização de sites e jogos perigosos, que direta ou indiretamente estimulem a violência, e uma presença maior dos pais dos alunos nas escolas.

A discussão foi sugerida pelo capitão Namur Zandoná, comandante da 4ª Companhia do BPFron (Batalhão de Polícia de Fronteira). “Queremos promover discussões e videoconferências com representantes das escolas e colégios para passar orientações e realizar treinamentos com os profissionais do setor.

Deveremos rever melhorias estruturais, muros, portões, para propor medidas às secretarias de Educação e demais setores da administração pública”, explicou.

LIVE DE ORIENTAÇÃO

Pimentel encerrou a reunião agradecendo as presenças de prefeitos, professores e lideranças e convidou a todos para participarem da live ‘Segurança nas Unidades Educacionais’ que será realizada no canal de Youtube da Secretaria de Educação de Umuarama hoje, terça-feira (11), a partir das 14h30, aberta a diretores, professores, representantes da segurança pública, prefeitos, secretários de Educação e a comunidade em geral.

“Junto com a Amerios, vamos abordar protocolos de segurança em caso de ataque, perfil do aluno, bullying, procedimento correto para denúncias e pedidos de socorro e também fake news”, lembrou o prefeito. “A participação da comunidade é fundamental porque o problema é de todos”, reforçou.

A reunião contou com a presença, ainda, do sargento Edcarlos (Batalhão de Patrulha Escolar do 25º BPM); major Edson Kamakawa, comandante do 7º Batalhão da Polícia Militar de Cruzeiro do Oeste; major Abreu, subcomandante do 25º BPM, responsável por 16 municípios; delegado-chefe da 7ª Subdivisão Policial, Gabriel Menezes; inspetor Valdiney Rissato, diretor da Guarda Municipal de Umuarama; empresário Miguel Fuentes Romero Neto, presidente da Aciu; major Andrey Falkiner Fernandes, comandante do 6º Grupamento de Bombeiros Independente de Umuarama; e do diretor da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social e da Família, Ronaldo Olmo.

WWW.COLUNAITALO.COM.BR

Anúncio - Instituto do Coração Anúncio - banner lateral vinho novo
Anúncio - BILINGUE SET A DEZEMBRO 2022
Anúncio - banner lateral
Comentários
Veja também