Coluna Italo

(44) 99941-8859
Anúncio - BILINGUE SET A DEZEMBRO 2022
Anúncio - JARDIM COLORADO 2
Anúncio - banner mobile rodape
Anúncio - Emporio mobile
Anúncio - banner rodape
SEM FUTURO
11 milhões de jovens não estudam e nem trabalham no Brasil
É a Geração Nem-Nem que aumenta cada vez mais...
Publicado em 07/11/2022 às 16:02 Italo
11 milhões de jovens não estudam e nem trabalham no Brasil

O número de jovens que não estudam nem trabalham (que formam a geração chamada Nem-Nem) no Brasil é alto, No Brasil, 23% da população entre 15 e 29 anos de idade, ou mais de 11 milhões de jovens, não estudam ou trabalham. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), na pesquisa nacional por amostra de domicílios de 2012, os nem-nem eram 9,7 milhões, num universo de 49,4 milhões de jovens.

De acordo com o instituto, o número aumentou entre 2016 e 2017, e cerca de 619 mil se juntaram a eles.

Para a especialista em mercado de trabalho e professora da Faculdade de Administração da UnB, Débora Barem, o difícil cenário começou no momento em que muitas portas de emprego se fecharam, a renda diminuiu e, consequentemente, os jovens e suas famílias não conseguiram mais custear os estudos.

De acordo com a professora, muitos jovens ainda enfrentam dificuldades para definir em qual área desejam trabalhar, e isso se agrava pela falta de orientação dentro das universidades. “Apesar de o auge da crise econômica do País já ter passado, ainda estamos num momento muito ruim, em especial para essa faixa etária”.

Estudo do Ipea traz uma análise detalhada do mercado de trabalho no Brasil. Segundo o documento, 73% da Geração Nem-Nem é formada por mulheres, tendo a gravidez precoce como principal causa. A pesquisadora do Ipea Maria Andréia Lameiras aponta ainda a falta de qualificação profissional como uma das dificuldades para que os jovens conquistem uma vaga. “Uma das saídas para esse problema seriam cursos específicos, de curta duração e com objetivo mais determinado, a fim de qualificar essa mão de obra”, explica Maria Andréia.

UM RECORDE MUNDIAL

Um relatório publicado pela OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico) revelou que cerca de 36% dos jovens brasileiros entre 18 e 24 anos de idade não estudam ou trabalham.

Nesse quesito, o Brasil é o segundo país com o maior índice de jovens na faixa dos chamados “nem-nem” há mais de 12 meses, atrás apenas da África do Sul.

O estudo foi realizado em 45 países integrantes e parceiros da organização. Dos 11,675 milhões de jovens entre 15 e 29 anos que não estudam nem trabalham no Brasil quase metade (48%, ou 5,6 milhões em números absolutos) estão nas regiões Norte e Nordeste.

O relatório da OCDE também apontou que os brasileiros que ingressam no Ensino Superior encontram dificuldade para concluir a graduação no tempo previsto. Enquanto 33% terminam o curso sem atrasos, quase 50% ultrapassam em três anos o prazo estimado para conclusão.

WWW.COLUNAITALO.COM.BR

Anúncio - banner lateral vinho novo Anúncio - Instituto do Coração
Anúncio - BILINGUE SET A DEZEMBRO 2022
Anúncio - banner lateral
Comentários
Veja também