Coluna Italo

(44) 99941-8859
Anúncio - banner mobile topo
Anúncio - JARDIM VERSAILLES FRANÇOLIN
Anúncio - banner mobile
Anúncio - MOBILE MARÇO
Anúncio - arte nova mobile
Anúncio - banner mobile rodape
Anúncio - Procon móbile
Anúncio - banner rodape
SEM AS ‘ÁGUAS DE MARÇO’
Março será de muito calor e poucas chuvas em Umuarama...
O cenário desesperador da seca e do forte verão será o mesmo até o outono chegar...
Publicado em 02/03/2022 às 16:04 Italo
Março será de muito calor e poucas chuvas em Umuarama...

Com a formação de um bloqueio atmosférico, São Paulo, Paraná, Mato Grosso do Sul e Paraguai permanecerão sob prolongado período sob forte calor, pouca chuva e com umidade do solo cada vez mais baixa, podendo prejudicar o plantio do milho safrinha. Vale registrar que no Sul, em fevereiro, voltou a chover forte sobre o Rio Grande do Sul, mas a precipitação ainda foi fraca aqui no Paraná e nos vizinhos São Paulo e de Mato Grosso do Sul.

Os três estados ficaram no “nem-nem”: nem receberam chuvas fortes nas últimas semanas e nem receberão chuva forte tão cedo... o que causa desespero no setor agrícola e pecuário.

Apesar do plantio da segunda safra de milho alcançar 77%, a umidade do solo está abaixo do ideal para germinação e desenvolvimento inicial, além do calor intenso.

Laranjais precisam de irrigação complementar e a instalação da cana de açúcar avança em ritmo mais lento que o desejável especialmente em áreas arenosas e sem irrigação complementar.

O acumulado previsto para os próximos sete dias não é extremo e varia entre 50 mm e 100 mm no centro, sul e oeste do Paraná. Apesar de alcançar o Paraná, a chuva não alcança áreas majoritárias de segunda safra de milho do oeste do estado. O norte do Paraná também permanecerá sob pouca chuva.

Essas são as previsões divulgadas esta semana pelos principais institutos meteorológicos. Se houver alguma mudança, será lá pelo final de março, com a chegada do outono.

WWW.COLUNAITALO.COM.BR

Comentários
Veja também