Coluna Italo

(44) 99941-8859
Anúncio - JARDIM VERSAILLES FRANÇOLIN
Anúncio - NATAL MOBILE
Anúncio - banner mobile
Anúncio - Mobile
Anúncio - banner topo 2021
Anúncio - banner mobile rodape
Anúncio - arte nova mobile
Anúncio - banner rodape
GERAÇÃO DE EMPREGOS
Umuarama acumula nove meses de saldo positivo
Os setores que + contrataram foram o comércio e o de serviços
Publicado em 28/10/2021 às 14:16 Italo
Umuarama acumula nove meses de saldo positivo

Umuarama mantém nove meses seguidos de saldo positivo na geração de empregos e permanência de empregados no mercado de trabalho, um crescimento de 8,26% que se coloca acima das médias nacional (6,38%) e estadual (6,14%).

Entre janeiro e setembro, os Estados da região Sul tiveram incremento de 6,43%. Estes são os números mais recentes do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério da Economia, divulgados nesta terça-feira, 26.

Em setembro, o cadastro registrou 1.459 admissões na Capital da Amizade e 1.215 desligamentos – saldo positivo de 244 empregos. As contratações ocorreram nos setores do comércio (481), serviços (também 481), indústria (393), construção civil (100) e agropecuária (4). O saldo de contratados no município, no último mês, era de 32.834 trabalhadores com predominância da prestação de serviços (12.420 empregos), seguida pelo comércio (10.420) e indústria (7.421).

No acumulado do ano, as áreas que mais contrataram foram o comércio (4.185 trabalhadores), seguido pelo setor de serviços (3.756) e a indústria (3.268 admissões). A construção civil vem na sequência, com 864 postos de trabalho ocupados, e por fim a agropecuária (27).

Descontadas as demissões registradas no período (janeiro e setembro), resta um saldo de 2.505 novos empregos gerados em 2021, em Umuarama.

Os melhores saldos de empregos – descontadas as demissões – ocorreram nos meses de fevereiro (443), maio (388) e agosto (275). Em 2020, enquanto julho e novembro somaram quase 1.200 empregos de saldo houve quatro meses com Caged negativo – o pior deles em abril, com 546 demissões a mais do que contratações.

WWW.COLUNAITALO.COM.BR

Comentários
Veja também