Coluna Italo

(44) 99941-8859
Anúncio - JARDIM VERSAILLES FRANÇOLIN
Anúncio - Casa Gomes banner lateral
Anúncio - banner topo 2021
Anúncio - banner rodape
Anúncio - arte nova mobile
Anúncio - banner mobile rodape
EROSÃO, NOSSA INIMIGA...
Vejam o prejuízo que as chuvas causaram em Umuarama
Prefeitura recupera estragos causados em vários bairros
Publicado em 10/03/2021 às 22:12 Italo
Vejam o prejuízo que as chuvas causaram em Umuarama

As chuvas dos últimos dias causaram problemas pontuais em Umuarama, provocando focos de erosão e danificando a rede de galerias pluviais. Houve interrupções no tráfego de veículos, mas em pouco tempo a passagem foi liberada. Em outros trechos a recuperação deve demandar mais tempo, o que também vai depender das condições climáticas para a realização dos serviços.

No Jardim Social, um foco de erosão do entorno do córrego Mimosa avançou até as margens da Rua José Balan e ameaçava a integridade da pista. A Prefeitura isolou o local e aterrou a erosão com vários caminhões de terra e o trabalho de pá carregadeira.

O estrago foi um pouco maior no final da Rua Cassiano Ricardo, no Conjunto Habitacional Sonho Meu. A força da enxurrada na chuva de quarta para quinta-feira desta semana rompeu as galerias, destruiu uma caixa de ligação e rompeu a tubulação de esgoto da Sanepar, além de abrir uma grande valeta na direção do bairro vizinho, o Jardim Império do Sol. “Precisamos de tempo bom para iniciar os reparos. O emissário pluvial não deu conta da vazão devido ao grande volume de chuva. A rede não suportou a pressão”, disse o secretário de Obras do município, Isamu Oshima.

Além disso, um novo emissário em construção do Jardim São Cristóvão também foi atingido pelas chuvas, antes mesmo da conclusão. O trabalho também só poderá ser finalizado quando o tempo estiver mais firme. Um buraco surgiu há alguns dias e aumentou bastante de tamanho na Avenida Natal, no Parque Melhoramentos. O município deve acionar a loteadora para realizar os reparos necessários. Motoristas devem aumentar a atenção porque a passagem é feita de forma parcial naquele trecho.

O talude de um aterro em construção na entrada do Conjunto Sonho Meu, para futura implantação de uma indústria, também se rompeu com as chuvas e a enxurrada levou grande quantidade de terra para a via marginal e a rotatória no início da Avenida Ivo Sooma. A desobstrução e limpeza das vias levou praticamente a manhã toda desta sexta-feira, com o trabalho de pás carregadeiras, informou o diretor de Obras, Renato Caobianco.

Na entrada do Jardim São Cristóvão, a Prefeitura monitora a erosão na cabeceira da ponte sobre o Ribeirão Pinhazinho, que tem travessia parcial há algumas semanas. Houve demora na entrega do material que será usado na recuperação, as chuvas voltaram com intensidade e a empresa que fará o serviço teve dificuldades para seguir o cronograma, pois realiza outras obras também contratadas pelo município.

“Porém, como se vê, são problemas pontuais que poderão ser rapidamente resolvidos, quando o tempo firmar e diminuir a umidade no solo. Anos atrás, quando Umuarama enfrentava uma temporada de chuvas com essa intensidade os problemas eram muito maiores, com alagamentos, grandes erosões e trânsito prejudicado”, lembrou o secretário Isamu Oshima.

Os efeitos foram minimizados graças ao monitoramento constante das galerias pluviais, investimentos em manutenção, ampliação da capacidade e construção de novas redes, realizados a partir de 2017. “O prefeito Celso Pozzobom sempre priorizou a drenagem pluvial para oferecer mais segurança à população. Nunca se investiu tanto nesse serviço”, completou.

FONTE: Prefeitura de Umuarama

WWW.COLUNAITALO.COM.BR

Comentários
Veja também