Coluna Italo

(44) 99941-8859
Anúncio - JARDIM VERSAILLES FRANÇOLIN
Anúncio - BANNER NOVO MOBILE SETEMBRO
Anúncio - Casa Gomes banner lateral
Anúncio - banner topo 2021
Anúncio - arte nova mobile
Anúncio - banner mobile rodape
Anúncio - banner rodape
Anúncio - A FORÇA QUE UMUARAMA PRECISA MOBILE
ALERTA GERAL!
“Não importa mais se é pobre ou rico, não vai ter UTI!”
O conselho é da secretária de Saúde de Curitiba e vale pra todo mundo...
Publicado em 08/03/2021 às 11:30 Italo
“Não importa mais se é pobre ou rico, não vai ter UTI!”

A secretária Municipal de Saúde de Curitiba, Márcia Huçulak, fez uma postagem no Facebook em tom de desabafo diante do quadro da pandemia do novo coronavírus neste começo de ano em Curitiba, no Paraná e em todo o Brasil. Na postagem, que viralizou na internet no fim de semana, ela critica a atitude de parte da população que ignora o distanciamento e até nega a doença, mesmo diante dos números que aumentam a cada dia. "Fizemos do Brasil um covidário, um lugar perfeito para a proliferação do vírus e das suas novas variantes", diz na postagem, que traz uma ilustração de um profissional da saúde esgotado. Leiam na íntegra: "Essa gravura representa muito bem o momento que estamos passando. Chegamos ao limite das nossas forças e da capacidade de resposta do sistema de saúde. E não me venham dizer que não nos preparamos. Realmente não nos preparamos para ver tanta negação de uma doença nova e grave. Não nos preparamos para ver o descaso das pessoas e o deboche em relação a todas as orientações dos cuidados para evitar o contágio. Não nos preparamos para ver uma sociedade auto-referida e egoísta que só pensa em si. O Brasil é o único lugar que as medidas restritivas não funcionam, porque aqui não há disciplina nem respeito. Aliás se houvesse não precisaríamos de medidas restritivas. É avassalador ver a quantidade de pessoas que chegam aos serviços de saúde, o vírus se tornou "democrático". “Não importa mais se você é pobre ou rico, não vai ter UTI”. E para os que pedem mais UTIs e hospitais de campanha, só um dado de realidade, não há mais profissionais de saúde e com saúde, para atuar nesses lugares. Nossos profissionais de saúde chegaram à exaustão! E um aviso aos incautos, 25% das pessoas que internam morrem, se for para UTI e for entubado 50% de óbitos. Fizemos do Brasil um covidário, um lugar perfeito para a proliferação do vírus e das suas novas variantes. Deus nos ajude!

Por MÁRCIA HUÇULAK, secretária municipal de Saúde de Curitiba”.

WWW.COLUNAITALO.COM.BR

Comentários
Veja também