Coluna Italo

(44) 99941-8859
Anúncio - Ecogarden mobile
Anúncio - banner mobile
Anúncio - BANNER MOBILE NATAL
Anúncio - BANNER PERSIANAS
Anúncio - banner mobile tecnico em podologia
Anúncio - Cidadania Esmola Nâo
Anúncio - banner móbile
Anúncio - campanha nova mobile
Anúncio - banner rodape
SOFRÊNCIA
Neste inverno o Umuarama está parecendo a Sibéria!
Tudo por causa da “sensação térmica”! Mas o que é isso?
Publicado em 17/07/2017 às 19:31 Italo
Neste inverno o Umuarama está parecendo a Sibéria!

A nebulosidade baixa associada ao deslocamento da frente fria continua provocando chuvas fracas e esparsas sobre as regiões Oeste, Sudoeste, Sul e Noroeste (leia-se Umuarama e arredores) do Paraná.

No extremo sudoeste, divisa com Santa Catarina o frio segue rigoroso e as temperaturas estavam em 1,7 °C em Clevelândia, com SENSAÇÃO TÉRMICA de -5,7ºC.

 

MAS, AFINAL, O QUE É ‘SENSAÇÃO TÉRMICA’?

"É a diferença entre o que o aparelho (de medição) registra e o que o corpo humano de fato sente nas condições de um lugar em um determinado momento. Para calculá-la, usamos uma tabela que leva em conta algumas variáveis, como a temperatura e a intensidade do vento, no caso de temperaturas mais frias", informa Manoel Rangel, do Inmet.

Quanto maior a altitude de uma cidade, mais comuns são as temperaturas baixas, como é o caso de Urupema, que fica a 1.750 metros acima do nível do mar.

"À medida que você se distancia do nível do mar, a atmosfera fica mais rarefeita. Há menos vapor em suspensão no ar, um dos componentes responsáveis por regular a temperatura, já que a água retém calor", afirma Alexandre Nascimento, do instituto Climatempo.

 

VENTO E UMIDADE

Mas, quando há vento de altas velocidades, o frio fica ainda mais acentuado. Nascimento explica que, no caso do calor, o que mais influencia uma sensação termina é a umidade.

"Nosso corpo usa a água liberada por meio do suor para se resfriar. Se a umidade no ar está alta, isso significa que há mais água no ambiente. Então, suamos menos, aprisionando o calor no corpo e criando uma sensação de abafamento", afirma Nascimento.

O especialista explica como isso afeta, por exemplo, a cidade de Manaus, que fica em uma região muito úmida. "No verão, faz cerca de 30ºC por lá, mas, por causa da umidade da floresta, a sensação térmica pode ser de 10ºC a mais", diz. "Assim, 40ºC em Cuiabá, onde é mais seco, pode significar um calor menos 'intenso' do que 30ºC em Manaus".

 

COMO ELA É CALCULADA?

Os meteorologistas esclarecem, no entanto, que a sensação térmica é calculada levando em conta as condições médias do corpo humano. "É algo subjetivo, porque cada pessoa percebe a temperatura de uma maneira diferente. Uma pessoa com mais gordura corporal tende a sentir menos frio que alguém mais magro", explica Rangel.

"O cálculo tanto do índice de calor quanto de frio é baseado em uma equação matemática que leva em conta as características médias da população. Se não fosse assim, seria preciso ter um termômetro para cada pessoa", afirma Nascimento.

Em tempo: Usei o termo “frio siberiano” no título porque a Sibéria, na Rússia, é o lugar habitado mais frio do mundo! (ITALO FÁBIO CASCIOLA)

www.colunaitalo.com.br

Anúncio - Dentista
Comentários
Veja também