Coluna Italo

(44) 99941-8859
Anúncio - Matriculas Abertas
Anúncio - banner mobile
Anúncio - Ecogarden mobile
Anúncio - banner mobile rodape
Anúncio - banner rodape
FECHEM AS TORNEIRAS!!!
Sanepar avisa: Poderá faltar água em Umuarama!
Vazão na Barragem Piava teve uma queda de 50%
Publicado em 02/12/2020 às 13:27 Italo
Sanepar avisa: Poderá faltar água em Umuarama!

O Rio Piava, principal manancial de abastecimento de Umuarama, também registra os efeitos da estiagem prolongada que atinge várias regiões do Paraná. A vazão teve uma queda de 50%, fazendo com que a Sanepar acenda o alerta na região Noroeste. A Barragem do Rio Piava abastece 93% dos moradores da cidade de Umuarama. Os outros 7% são atendidos por dois poços tubulares profundos. A redução na vazão acontece em paralelo ao aumento da demanda. O consumo de água em setembro deste ano bateu recorde, chegando a média diária de 24 milhões de litros de água. No mesmo período do ano passado, a média não passou dos 21 milhões de litros. Para garantir o abastecimento aos mais de 112 mil moradores da sede urbana, a Sanepar ampliou em 14% a produção e distribuição de água potável na cidade O alerta se dá em função das previsões que indicam poucas chuvas ao longo do verão que se inicia neste mês. Técnicos do Simepar confirmam que a precipitação pluviométrica só deve entrar na normalidade a partir de fevereiro do próximo ano. Com a chegada da estação de altas temperaturas, há o consequente aumento no consumo de água. Por isso, a Sanepar alerta para que a população use a água de forma racional. “O alerta é preventivo. Queremos passar o verão de forma tranquila e mantendo o abastecimento em níveis normais para evitar que Umuarama precise adotar medidas mais extremas como o rodízio, destaca o gerente regional da Sanepar em Umuarama, Carlos Henrique Gonçalves.

NÃO DESPERDICEM ÁGUA SENÃO... ACABA!

No momento, é imprescindível que todos colaborem, adotando hábitos de consumo racional da água. A orientação é priorizar o uso para alimentação e higiene pessoal. As limpezas mais pesadas, como lavagem de carros, calçadas e fachadas, devem ser adiadas até que a situação se normalize. Reaproveitar a água do tanque e da máquina de lavar roupas pode contribuir muito com o consumo consciente. O reúso dessas águas pode ser aplicado na limpeza de calçadas, por exemplo, ou até mesmo na rega de hortas e jardins. Reduzir o tempo do banho, fechar as torneiras durante a lavagem da louça, da escovação de dentes e do barbear são outras ações que representam muito na economia de água.

FONTE: Sanepar

WWW.COLUNAITALO.COM.BR

Comentários
Veja também