Coluna Italo

(44) 99941-8859
Anúncio - banner topo 2021
Anúncio - JARDIM VERSAILLES FRANÇOLIN
Anúncio - banner móbile
Anúncio - banner mobile rodape
Anúncio - banner rodape
ABSURDO!!!!!!
Do jeito que tá, é mais barato a prestação de imóvel do que aluguel!!!
Inflacionaram até os contratos de aluguel em 2020!!!
Publicado em 09/11/2020 às 19:50 Italo
Do jeito que tá, é mais barato a prestação de imóvel do que aluguel!!!

No cenário atual, sair do aluguel para comprar um imóvel pode ficar mais barato que manter o contrato de locação . Basta pensar um pouco e ver que o Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M), usado no reajuste de contratos de aluguel no Brasil, acumulou alta de 20,56% nos últimos 12 meses, segundo dados da Fundação Getúlio Vargas (FGV). Um absurdo inédito!!! Com uma das maiores altas desde o início do Plano Real, em 1994, o IGP-M, um dos vários índices de inflação do Brasil, está roubando a cena econômica. Mais famoso por ser o indexador que reajusta os aluguéis, o índice sofre forte influência do dólar e de produtos de exportação como minério de ferro e soja, e subiu 4,34% em setembro, de acordo com a Fundação Getulio Vargas (FGV), instituição responsável por calculá-lo desde 1940. Com o resultado, o índice acumula alta de 14,4% no ano e de 17,94% nos últimos 12 meses. Isso significa que, sim, os inquilinos com contrato por fazer aniversário em breve podem ter um reajuste de cerca de 18% no valor do aluguel. Só em 2002, quando a primeira eleição de Luis Inácio Lula da Silva apavorou o mercado, e em 1999, quando o câmbio fixo foi abandonado, a variação dele passou dos 20% e foi maior do que isso.

BASTA: ESSE ÍNDICE NÃO FAZ NENHUM SENTIDO!!!

A alta está descolada dos outros índices e isso tem levado especialistas a questionar: afinal, faz sentido o IGP-M, que é composto por um monte de produtos industriais que nem fazem parte da vida das pessoas, ser o indicador que vai decidir o valor do aluguel delas? Como seu uso é mera convenção, e nunca houve nada que obrigasse ser o IGP-M o indexador do aluguel, trocá-lo por outro seria apenas uma questão de acordo entre as partes envolvidas – inquilino e proprietário – na hora de definir os termos do contrato. “O IGP-M nunca foi adequado para nenhum tipo de aluguel, ele não foi construído para isso e nunca foi política da FGV recomendá-lo”, diz um dos coordenadores do IGP-M na FGV, o economista André Braz. “Como é um descolamento que não é de agora, já começa a haver discussões no mercado se o IGP-M deveria continuar sendo usado como o indicador de reajuste”, conta o diretor executivo da rede de imobiliárias Lopes, Matheus de Souza Fabricio. São donos de imobiliárias, investidores, proprietários de imóveis e, claro, inquilinos que começam a questionar e debater a efetividade do indexador.

MULTIPLICAM-SE AS CASAS VAZIAS ‘PARA ALUGAR’...

É por tudo isso que aumenta cada vez mais o número de residências vazias em Umuarama, com as tradicionais placas “Aluga-se”. Muitos preferem ficar sem inquilinos dos que abaixar o preço do aluguel. É por isso também que aumenta a cada dia que passa a compra de imóveis, pagos a prestações, pois elas acabam sendo mais baratas do que desembolsar aluguéis absurdos. Outros estão se mudando para cidades menores próximas a Umuarama, onde os preço do aluguel é bem mais barato e as residências são confortáveis e bem localizadas.

FONTE: Com informações da Fundação Getúlio Vargas (FGV)

WWW.COLUNAITALO.COM.BR

Comentários
Veja também