Coluna Italo

(44) 99941-8859
Anúncio - BANNER MOBILE NIVER 62 ANOS
Anúncio - Pilates mobile topo
Anúncio - Ecogarden mobile
Anúncio - banner mobile
Anúncio - TOP LIFE RODAPE
Anúncio - USE MASCARA MOBILE
Anúncio - Campanha Obras
Anúncio - banner mobile rodape
Anúncio - banner rodape
SOLIDARIEDADE
Campanha arrecada mais de 90 pacotes de fraldas para UOPECCAN
Mulheres voluntárias da Igreja Adventista coordenaram campanha nas redes sociais
Publicado em 22/07/2020 às 16:30 Italo
Campanha arrecada mais de 90 pacotes de fraldas para UOPECCAN

Mais de 90 pacotes de fraldas foram arrecadados pelo Ministério da Mulher da Igreja Adventista Central de Umuarama, no último mês. A mobilização se deu ante a necessidade de pacientes em tratamento contra o câncer, do hospital UOPECCAN.  

A campanha ganhou espaço nas redes sociais como Facebook e Instagram com a hashtag #euajudouopeccan. Em pontos de coleta em duas Droga Raia e na Escola Adventista, pessoas puderam doar as fraldas geriátricas.

A entrega oficial dos produtos foi realizada durante um culto online, no último sábado, 11 de julho, na Igreja Adventista Central de Umuarama. Representando a Legião Feminina de Combate ao Câncer (LFCC), estiveram presentes Célia Paulino Lira e Silvana Maia Guimarães, que explicaram sobre as necessidades dos pacientes do UOPECCAN.

Você pode ver a entrega das Fraldas Geriátricas, CLICANDO AQUI

 “Nós do Ministério da Mulher estamos felizes em ajudar e somos gratas pelo apoio de todos os que doaram e/ou compartilharam a campanha nas redes sociais”, agradece Jaqueline Nanni, coordenadora da ação.

Por que doar?

De acordo com a equipe da Legião Feminina de Combate ao Câncer, existem muitos pacientes em situação de fragilidade social. Por isso, todos os tipos de doações como alimentos, produtos de higiene e produtos limpeza são muito necessários.

 “O tratamento contra o câncer é exaustivo e, na maioria das vezes, impossibilita o paciente de trabalhar”, relata Silvana Guimarães, da LFCC.

É preciso considerar que, se a doença acomete a pessoa responsável pelo orçamento familiar, este precisará abandonar o trabalho para dar continuidade ao tratamento. Em outros casos, o abandono do trabalho ocorre devido a necessidade de acompanhamento e cuidados do paciente e/ou dos filhos.

“No tempo em que fica no hospital, o paciente tem ali tudo o que precisa. No entanto, pacientes em tratamento de rádio ou quimioterapia não ficam internados. Eles voltam para casa e retornam ao hospital para as seções”, explica Célia Lira, da LFCC.

A Liga Feminina conta com a ajuda de uma Assistente Social que visita as famílias dos pacientes e identifica as principais necessidades. Por meio de doações, das mais diversas fontes, esses suprimentos são enviados às famílias necessitadas.

Para doar, entre em contato com o Hospital Uopeccan pelo telefone (44) 2031 0700 e fale com Russiane Rezende, presidente da LFCC - Umuarama.

WWW.COLUNAITALO.COM.BR

Comentários
Veja também