Coluna Italo

(44) 99941-8859
Anúncio - Pilates mobile topo
Anúncio - Ecogarden mobile
Anúncio - Banner Móbile
Anúncio - IPTU 2020 ATÉ 15-03-20
Anúncio - banner mobile
Anúncio - 2020
Anúncio - campanha nova mobile
Anúncio - banner rodape
Anúncio - banner móbile
DOM MAMEDE EM ROMA
Bispo de Umuarama será recebido pelo Papa Francisco
A audiência acontecerá no Vaticano no dia 24 de fevereiro
Publicado em 21/01/2020 às 10:46 Italo
Bispo de Umuarama será recebido pelo Papa Francisco

Dom João Mamede, bispo da Diocese de Umuarama e que atualmente é também o administrador apostólico da Arquidiocese de Maringá, será recebido pela segunda vez por um Papa no Vaticano.

A primeira aconteceu em novembro de 2010 pelo então Papa Bento 16 por ocasião de sua nomeação como bispo de Umuarama. Agora chega a notícia de que Dom Mamede se encontrará com o atual Papa Francisco, no Vaticano.

É que ele participará, durante os dias 17 a 27 de fevereiro, participará da caravana de bispos do Regional Sul 2 da CNBB que estarão em Roma, na Itália, para realizar a tradicional Visita Ad Limina Apostolorum.

O nome do evento, em latim, Ad Limina Apostolorum significa, literalmente, “no limiar dos apóstolos”. Ou seja, os bispos de hoje, que são os sucessores dos apóstolos, vão estar no limiar, na soleira, às portas das basílicas dos apóstolos (Pedro e Paulo), na diocese de Roma, que é presidida pelo sucessor primeiro de Pedro, o Papa.

Trata-se de uma atividade, prevista pelo Código de Direito Canônico (399-400), que os bispos, organizados por regionais ou países, realizam a cada cinco anos, a fim de manifestar a comunhão com o Papa e revigorar a fé e a própria responsabilidade de sucessores dos Apóstolos.

A programação nos dez dias de visita será extensa, seguindo os três momentos fundamentais, prescritos em diretório: a peregrinação ao túmulo dos Príncipes dos Apóstolos (Pedro e Paulo), o encontro com o Santo Padre e os contatos com os Dicastérios da Cúria Romana.

A peregrinação e veneração ao túmulo dos Apóstolos Pedro e Paulo é uma devoção praticada desde os inícios do cristianismo. Tal prática foi assumida pelos bispos para expressar a unidade e a comunhão eclesial, dado que são, na Igreja hoje, os sucessores dos Apóstolos.

O ponto alto da visita Ad Limina será o encontro com o Santo Padre, que os receberá, em audiência especial no Vaticano na manhã do dia 24 de fevereiro. Na ocasião, antes de ouvirem o Santo Padre, o presidente do Regional Sul 2, Dom Geremias Steinmetz, irá dirigi-lhe a palavra em nome de todos os bispos.

Por fim, os bispos irão celebrar nas Basílicas de Roma e visitar os vários dicastérios da Cúria Romana. Uma oportunidade de fortalecer a comunhão com a Santa Sé, conhecendo os direcionamentos da Igreja em seus diversos âmbitos de atuação.

FONTE: CNBB

WWW.COLUNAITALO.COM.BR

Anúncio - Dentista
Comentários
Veja também