Coluna Italo

(44) 99941-8859
Anúncio - Ecogarden mobile
Anúncio - Pilates mobile topo
Anúncio - Banner mobile
Anúncio - banner móbile
Anúncio - campanha nova mobile
Anúncio - banner rodape
PROTEGIDOS POR LEI!
Os urubus são ‘faxineiros alados’ que nos salvam de doenças!
É pura maldade e ignorância dizer que são aves feias, nojentas e sujas
Publicado em 25/11/2019 às 09:51 Italo
Os urubus são ‘faxineiros alados’ que nos salvam de doenças!

Para a maioria das pessoas, os urubus são aves feias, nojentas, sujas, que vivem em lixões e comem carniça.

É completamente errado pensar assim, pois cometem uma tremenda injustiça contra essas aves que na verdade protegem as cidades, enquanto que essa gente que tem nojo deles Emporcalha ruas, avenidas, praças, esgotos e os bairros das periferias.

Quem pensa mal dos urubus vive na mais completa ignorância, por falta de informação, educação e experiência de vida. Quem tem conhecimento e tem um pouquinho de cidadania sabe que os urubus têm uma importância fundamental na natureza, pois eles mantém o ambiente em que vivem limpo, eliminando desde carcaças até ossos, sendo responsáveis pela eliminação de 95% das carcaças de animais mortos na natureza – isso inclui as áreas urbanas, hoje completamente tomadas por terrenos baldios e lixões, como é o caso de Umuarama.

Com isso, os urubus ajudam a prevenir a propagação de doenças, eliminando bactérias que podem adoecer ou matar tanto humanos como animais selvagens e domésticos. Estudos científicos sobre a fauna e sobre urbanismo comprovam que em áreas onde não há urubus, as carcaças levam até três ou quatro vezes mais tempo para se decompor. Enquanto isso, as doenças dessas carnes podres se espalham ao vento e com as enxurradas provocadas pelas chuvas.

LEI PROTEGE OS URUBUS

Para essas pessoas cegas pela ignorância, é bom alertar que eles são protegidos por lei federal. Por serem considerados animais silvestres (como pombos, morcegos e capivaras), OS URUBUS NÃO PODEM SER MORTOS E NEM MALTRATADOS, pois são protegidos pela Lei nº 9.605 de 12 de fevereiro de 1.998 - Lei de Crimes Ambientais, CAPÍTULO V - DOS CRIMES CONTRA O MEIO AMBIENTE, artigo 32 cuja íntegra transcrevemos:

Art. 32 - Praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos: PENA - DETENÇÃO, DE TRÊS MESES A UM ANO, E MULTA.

E mais: esses animais silvestres são protegidos e qualquer ação contra eles é crime e dá CADEIA! Inclusive destruir ou remover ninhos. Infelizmente, há muito preconceito contra algumas espécies, como os urubus.

Vale repetir: Os urubus na verdade são ‘faxineiros’ que mantém limpas as cidades emporcalhadas pelos maus cidadãos, que não cuidam do lugar onde vivem. Urubus não sujam nada, ao contrário, LIMPAM! (ITALO FÁBIO CASCIOLA)

WWW.COLUNAITALO.COM.BR

Anúncio - Dentista
Comentários
Veja também