Coluna Italo

(44) 99941-8859
Anúncio - banner mobile
Anúncio - Ecogarden mobile
Anúncio - banner rodape
Anúncio - banner mobile rodape
ENSINO SUPERIOR
Prouni abre número recorde de bolsas
As inscrições ficarão abertas até 3 de fevereiro
Publicado em 01/02/2019 às 15:44 Ítalo
Prouni abre número recorde de bolsas

A edição do primeiro semestre de 2019 do Programa Universidade para Todos (Prouni) abriu na madrugada desta quinta-feira (31) o período de inscrições para candidatos do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2018 concorrerem a bolsas de estudo integrais e parciais em universidades privadas do Brasil.

Para se candidatar às bolsas é necessário acessar o site do programa. As inscrições terminam às 23h59 deste domingo (3 de fevereiro).

Nesta edição, são oferecidas 243.888 bolsas de estudo, um recorde histórico desde o início do programa, em 2005, segundo o Ministério da Educação. Desse total, 116.813 são bolsas integrais e 127.075 são parciais, distribuídas em 1.239 instituições de educação superior de todo o país.

O MEC decidiu alterar as datas de inscrições do Sisu, Prouni e Fies depois de instabilidades no sistema do Sisu 2019. Antes, o prazo final estava previsto para 01/02. Agora, a inscrição estará disponível até às 23h59 do dia 03 de fevereiro. Confira o calendário completo deste semestre:

Datas do Prouni 2019

Início das inscrições: 31 de janeiro

Fim das inscrições: 3 de fevereiro (às 23h59)

Primeira chamada: 6 de fevereiro

Entrega dos documentos para garantir a matrícula: 6 a 14 de fevereiro

Segunda chamada: 20 de fevereiro

Entrega dos documentos para garantir a matrícula: 20 a 27 de fevereiro

Adesão à lista de espera: 7 e 8 de março

Resultado da lista de espera: 11 de março

Quem pode se candidatar ao Prouni?

O candidato precisa ter feito o Enem 2018 e não pode ter um diploma do ensino superior. Também é preciso se enquadrar em um dos seguintes critérios de renda:

Bolsas integrais: renda familiar bruta mensal per capita de até 1,5 salário mínimo.

Bolsas parciais: renda familiar bruta mensal per capita de até 3 salários mínimos.

Além disso, é preciso se encaixar em pelo menos uma das seguintes situações:

- Ter cursado o ensino médio completamente em escola pública;

- Ter cursado o ensino médio completamente em escola privada, desde que na condição de bolsista integral;

- Ter cursado o ensino médio parcialmente em escola privada, desde que na condição de bolsista integral;

- Ser portador de uma deficiência;

- Ser professor do quadro permanente de uma escola pública (nesse caso, o critério de renda familiar não se aplica).

WWW.COLUNAITALO.COM.BR

Comentários
Veja também