Coluna Italo

(44) 99941-8859
Anúncio - banner mobile
Anúncio - Ecogarden mobile
Anúncio - banner mobile rodape
Anúncio - banner rodape
PREVENÇÃO
Febre Amarela: Como proteger seu bebê
Dicas práticas para manter o mosquito bem longe
Publicado em 26/02/2018 às 19:05 Ítalo
Febre Amarela: Como proteger seu bebê

A Febre Amarela ainda é uma preocupação. Embora a televisão esteja falando cada vez menos sobre o assunto, o mosquito ainda está por aí, fazendo vítimas.

O mosquito comum, conhecido como pernilongo ou muriçoca, quando contaminado pode transmitir o vírus da Febre Amarela e também o vírus da Dengue.

A vacina contra a Febre Amarela impede que o vírus contamine o corpo daquele que é picado pelo mosquito. Por isso, a vacina ainda é a melhor prevenção.

Sendo que a vacina só pode ser administrada em bebês a partir de 9 meses, o que fazer para impedir as picadas em bebês menores?

Barreiras físicas

As barreiras físicas têm se mostrado a maneira mais eficiente de manter o mosquito longe do bebê. O mosquiteiro sobre o berço, local em que o bebê passa a maior parte do tempo nessa fase da vida, impede que o mosquito chegue até a pele do bebê.

As telas em janelas e portas também podem ajudar pois impedem que o mosquito entre no quarto do bebê.

Essas telas são úteis na prevenção do contato com qualquer outro inseto como moscas e abelhas, até mesmo do mosquito não contaminado, que possam provocar alergias.

Outras maneiras

Existem repelentes luminosos e ultrassônicos para colocar na tomada, no entanto, a eficácia destes não é comprovada.

Não existe nenhum repelente de uso tópico, ou seja, de passar na pele, que seja 100% seguro para bebês recém-nascidos. Da mesma forma, os repelentes em spray para aplicar no ambiente, também não seguros para a saúde.

Essas opções são recomendadas apenas em locais com alta exposição ao mosquito. A melhor prevenção ainda são as barreiras físicas.

Em caso de recomendação do pediatra, a vacina pode ser administrada em bebês de 6 meses, assim como o uso de repelentes de uso tópico a partir dos 3 meses.

Repelentes caseiros

Pequenos recipientes contendo cravos-da-índia ou óleo de citronela, espalhados pela casa, ajudam a repelir mosquitos. Sua eficácia também não é completa, pois alguns insetos são persistentes e conseguem resistir ao cheiro, mas pode ajudar.

www.colunaitalo.com.br

Comentários
Veja também