Coluna Italo

(44) 99941-8859
Anúncio - Casa Gomes banner lateral
Anúncio - banner topo 2021
Anúncio - JARDIM VERSAILLES FRANÇOLIN
Anúncio - BANNER NOVO MOBILE SETEMBRO
Anúncio - Sustentabilidade móbile
Anúncio - arte nova mobile
Anúncio - banner rodape
Anúncio - 2 dose completa mobile
Anúncio - banner mobile rodape
ELE É ‘TUDIBÃO!
Café é a alegria de viver feliz!
Boa notícia para quem gosta: ele traz felicidade e protege o coração!
Publicado em 28/05/2017 às 00:00 Ítalo
Café é a alegria de viver feliz!

Uma deliciosa descoberta científica: um estudo feito pela Universidade de Ruhr, na Alemanha, mostra que a bebida ajuda o cérebro no reconhecimento mais rápido de palavras ou expressões positivas, como amor e feliz, em comparação com as negativas, como raiva ou tédio.

Liderada pelos psicólogos Lars Kuchinke e Vanessa Lux, a pesquisa mostra que a cafeína acelera o processamento verbal do cérebro.

 

PALAVRAS POSITIVAS

O estudo publicado na revista científica Plos One sugere que 200 mg de cafeína – o equivalente a duas xícaras de café – podem ajudar o cérebro a identificar as palavras com mais rapidez e precisão.

Na pesquisa, adultos jovens saudáveis que ingeriram um comprimido de 200 mg de cafeína aumentaram velocidade e percepção ao completarem uma tarefa de reconhecimento de palavra.

A tarefa envolveu olhar para uma sequência de letras, apresentadas uma por vez por 150 milissegundos cada, e decidir o mais rápido possível se eles constituíam uma palavra real ou uma palavra composta.

Quando comparado com um grupo que consumiu placebo, aqueles que tomaram a pílula de cafeína decidiram mais rapidamente para as palavras que foram consideradas como tendo uma associação emocional positiva.

 

POR QUE SÓ PARA PALAVRAS POSITIVAS?

Os pesquisadores usaram a droga para responder a uma questão existente sobre a estrutura do cérebro.

Ao completar as tarefas de processamento de texto, as pessoas demonstram consistentemente um tempo de resposta mais rápido para as palavras com uma valência emocional positiva – como “amor” ou “feliz” – do que aquelas com conotação negativa – entediado ou zangado.

Kuckinke e Lux, reconhecendo que a cafeína estimula a liberação do neurotransmissor dopamina, decidiram usar a droga para testar e ver se os participantes do estudo de dosagem aumentariam ainda mais sua velocidade e precisão para palavras positivas.

A cafeína fez mais: com que completassem a tarefa de palavras positivas. Isso levou os pesquisadores a concluir o envolvimento do sistema de dopamina que é, pelo menos, parte da explicação para o fenômeno.

Além disso, os pesquisadores descobriram que ao responderem sobre as letras do estudos, os participantes  demonstravam maior atividade do lado direito do cérebro, em conexão com o hemisfério esquerdo dominado pela linguagem.

Agora é hora de tomar um café pra testar a sua agilidade com as palavras.

Vai um cafézinho aí?

Com informações Smithsonianmag Science Nature

..................

O CAFEZINHO TAMBÉM PROTEGE O CORAÇÃO

Apesar de aumentar a pressão arterial em quem não tem o hábito de tomar café, o organismo logo se adapta à substância quando ela é ingerida regularmente durante uma semana. Já para quem sempre toma café, ele protege o coração.

Cientistas da Faculdade Brooklyn (EUA) descobriram que homens que tomavam quatro xícaras diariamente reduziram em 53% o risco de morrer de doenças do coração em comparação com aqueles que nunca tomaram um gole.

Os pesquisadores só não identificaram ainda se é a cafeína ou os antioxidantes no café, ou a combinação dos dois, que fornece os benefícios cardiovasculares. Mas escolha a opção mais forte. Pesquisa mostra que os níveis dos antioxidantes caem em até 15% nos produtos descafeinados. (Em DICAS DE SAÚDE)

FONTE: www.sonoticiaboa.com.br/2017/.../ciencia-comprova-porque-cafe-provoca-felicidade...

Comentários
Veja também